Boeing procura FedEx para lançar possível 797 cargueiro

Concepção artística preliminar do Boeing 797. Imagem: Jon Ostrower.

Uma decisão da ICAO que começa a valer em 2028 irá impedir a venda de novos 767 e pode favorecer a criação de um 797 cargueiro.




Segundo Jon Ostrower, a ICAO em 2017 adotou novos padrões para emissão de CO2 para as aeronaves novas de fábrica. Como parte dos novos padrões, a partir de 2028 nenhuma nova encomenda do 767 poderá ser feita. A aeronave já não é fabricada para passageiros há algum tempo, mas ainda é um sucesso de vendas na versão de carga.

Com isso, a Boeing procura aumentar o seu possível mercado para o futuro 797, chamado também de NMA – New Middlemarket Airplane. A aeronave vem exatamente na categoria do 757 e do 767, que são predominantes no mercado cargueiro americano e internacional, sendo a FedEx uma das grandes provas disso com 178 aeronaves dos dois modelos.

Segundo Ostrower do portal The Air Current, a Boeing está em negociações com a FedEx Express para que a empresa americana de carga expressa seja um cliente-lançador em potencial para uma versão totalmente cargueira do 797.

Com informações do The Air Current.

Carlos Martins

Despertou a paixão pela aviação em 1999 em um show da Esquadrilha da Fumaça. Atualmente é Piloto Comercial, Despachante, Bacharel em Ciências Aeronáuticas, membro da AOPA e veterano da Western Michigan University #GoBroncos