Início Acidentes e Incidentes Boeing que caiu na Indonésia ficou nove meses estocado

Boeing que caiu na Indonésia ficou nove meses estocado

Afetada pela pandemia, a Sriwijaya Air estocou suas aeronaves, incluindo o jato Boeing 737 que caiu no mar dias atrás. Ainda é muito cedo para concluir sobre as causas da queda, que serão investigadas por órgãos competentes.

Avião Boeing 737-500 Sriwijaya Air Indonésia
Imagem: Alec Wilson / CC BY-SA 2.0

As informações foram divulgadas pela FlightGlobal, apontando que o jato foi estocado em março e voltou a voar em dezembro, porém só teria feito um voo de translado que já seria o de teste, necessário para que a aeronave fosse considerada apta para ser recoloca malha aérea da empresa indonésia.

Esse voo de translado de Surubaya para Jacarta foi um voo comum, sem nenhuma manobra anormal e o seu perfil de voo, segundo o FlightRadar24, mostra uma rota rápida e simples, com duas retas.

Trajetória do voo após a estocagem do Boeing – FlightRadar24

Depois desse voo, o jato foi considerado aeronavegável pela empresa aérea e entrou na malha. O governo local ainda afirma que o jato foi inspecionado e, só depois, foi dada a autorização para que voltasse aos voos de passageiros. A empresa aérea afirma que ele estava em boas condições e que todos os protocolos de reativação da aeronave foram seguidos.

De fato, entre a retirada da estocagem e o acidente houve dezenas de voo, e até onde se sabe, nenhum com problemas reportados. A investigação continua, agora com mais dados já que a caixa-preta foi encontrada e parte dos motores também foram achados no mar:

Fascinado por aviões desde 1999, se formou em Aeronáutica estudando na Cal State Long Beach e Western Michigan University. Atualmente é Editor-Chefe no AEROIN, Piloto de Avião, membro da AOPA, com passagem pela Avianca Brasil. #GoBroncos #GoBeach #2A