Boeing reinicia a produção do 737 MAX após cinco meses de paralisação

Receba as notícias em seu celular, acesse o canal AEROIN no Telegram e nosso perfil no Instagram.

Em comunicado à imprensa, a Boeing informou que retomou a produção do 737 MAX na fábrica de Renton, Washington. 

O programa 737 recomeçou a construir aviões a uma taxa baixa de produção, muito distante dos cerca de 40 que eram produzidos por mês, à medida que implementa mais de uma dúzia de iniciativas focadas em melhorar a segurança do local de trabalho e na qualidade do produto.

“Estamos em uma jornada contínua para desenvolver nosso sistema de produção e torná-lo ainda mais forte”, disse Walt Odisho, vice-presidente e gerente geral do programa 737. “Essas iniciativas são o próximo passo na criação do ambiente ideal de construção para o 737 MAX”.

Durante a suspensão temporária da produção, iniciada em janeiro, mecânicos e engenheiros colaboraram para refinar e padronizar os pacotes de trabalho em cada posição da fábrica. Novos processos de montagem também garantirão que os funcionários tenham tudo o que precisam ao alcance da mão para construir o avião.

“Os processos que adotamos na fábrica ajudarão a impulsionar nossa meta de 100% de qualidade para nossos clientes, além de apoiar nosso compromisso contínuo com a segurança no local de trabalho”, disse Scott Stocker, vice-presidente da 737 Manufacturing.

O programa 737 aumentará gradualmente a produção ao longo deste ano. A parada da fábrica ocorreu antes da pandemia do novo coronavírus, num momento em que os pátios da fabricante estavam lotados de aeronaves.

Em paralelo, a fabricante ainda trabalha para ter sua aeronave certificada novamente pela FAA, após inúmeras correções de software e hardware e mais de um ano sem poder voar depois dos acidentes fatais. Segundo estimativas otimistas, é esperado que o modelo volte aos céus ainda nesse ano, provavelmente no quarto trimestre.

Receba as notícias em seu celular, acesse o canal AEROIN no Telegram e nosso perfil no Instagram.

Carlos Roman
Managing Director - MBA em Finanças pela FGV-SP, estudioso de temas relacionados com a aviação e marketing aeronáutico há duas décadas. Grande vivência internacional e larga experiência em Data Analytics.

Veja outras histórias

Veja as companhias aéreas que mais receberam ajuda de seus governos

0
Um comandante montou um gráfico com as companhias aéreas que mais receberam ajuda de seus governos, e quais países mais ajudaram suas empresas.