Boeing se mostra confiante de que o 777X entrará em operação comercial em dois anos

A Boeing disse na quarta-feira (20) que espera que seus jatos 777X entrem em operação comercial em dois anos. O projeto do jato bimotor está, pelo menos, dois anos e meio atrás de sua chegada originalmente planejada, que era junho de 2020, relata o Arab Business.

“Nosso programa de teste de voo para o 777X está avançando muito bem, estamos trabalhando regularmente com a FAA para atender às suas expectativas e requisitos”, disse Randy Heisey, Diretor de Marketing Comercial para Oriente Médio e África da Boeing, durante uma coletiva de imprensa antes do Dubai Airshow. Esperamos entrar em serviço em apenas dois anos, quando forneceremos capacidade e eficiência incomparáveis​​”.

A companhia aérea Emirates, de Dubai, é o maior cliente do 777X com 115 pedidos firmes. No passado, o presidente da Emirates, Tim Clark, expressou publicamente seu aborrecimento com o fabricante do avião em várias ocasiões sobre atrasos em torno do jato.

Como um desafio para as vendas dos grandes jatos, a Boeing acredita que as viagens de longa distância serão o último segmento a se recuperar do impacto da pandemia, com as companhias aéreas optando principalmente por aviões menores e mais econômicos.

“Durante o primeiro período de 10 anos da previsão, o impacto é muito aparente com entregas 7% menores em comparação com nossa previsão do ano passado. O declínio é mais profundo em aviões de corpo largo, que caíram quase 10%, em comparação com a previsão anterior”, disse Heisey.

As palavras do executivo são importantes, pois os clientes cobram a fabricante um prazo mais seguro para a entrega e entrada em operação do 777X, que será o maior bimotor já construído.

Carlos Ferreira
Managing Director - MBA em Finanças pela FGV-SP, estudioso de temas relacionados com a aviação e marketing aeronáutico há duas décadas. Grande vivência internacional e larga experiência em Data Analytics.

Veja outras histórias

Itapemirim põe hoje 4 aviões para torcedores e 1 para seus...

0
Chama a atenção nesta manhã a alocação simultânea de 4 aviões da empresa aérea Itapemirim para voos ao Uruguai.