Bombardier completa 70% dos testes de voo dos Global 5500 e 6500

A Bombardier anunciou hoje (15) que o programa de testes para as aeronaves Global 5500 e Global 6500 está progredindo dentro do cronograma, com 70% dos testes de voo completos.




Avião Bombardier Global 5500 6500

A Bombardier Business Aircraft revelou na Convenção e Exposição de Aviação Executiva Européia (EBACE) em maio que estava ampliando sua bem-sucedida família Global com dois jatos executivos de longo alcance, apresentando uma asa recém-otimizada e motores exclusivos Rolls-Royce Pearl.

Os testes de voo para essas novas aeronaves estão progredindo bem, com 70% das horas de testes de voo concluídas no centro de testes de classe mundial da Bombardier em Wichita, Kansas, onde tanto o Airbus A220 quanto o recentemente certificado Global 7500 foram submetidos a testes.

A experiente equipe de voo da Bombardier informa que as aeronaves Global 5500 e Global 6500 estão tendo um desempenho excepcionalmente bom durante todo o rigoroso programa de testes.

Cabine dos modelos Global 5500 e 6500 da Bombardier

Cabine dos modelos Global 5500 e 6500 da Bombardier

“A equipe de testes de voo se sente privilegiada em executar outro programa para aeronaves de tamanha qualidade”, disse Tom Bisges, vice-presidente do Centro de Testes de Voo e Operações de Voo da Bombardier. “O programa das aeronaves Global 5500 e 6500 está progredindo sem problemas, e descobrimos que nossa ampla experiência em testes da aeronave Global 7500, bem como a qualidade dessas novas aeronaves, nos permitem continuar a cumprir o cronograma.”

A validação aerodinâmica da nova asa otimizada, que foi redefinida para refinar ainda mais a característica suave de voo da Bombardier, agora está completa. O motor Rolls-Royce Pearl, o mais avançado em aviação executiva, está proporcionando o desempenho total inigualável que diferencia essas aeronaves.

Motor Pearl da Roll-Royce

Motor Pearl da Roll-Royce

Acabamentos internos da primeira aeronave de um cliente estão programados para começar este ano nas instalações da Bombardier. As aeronaves Global 5500 e Global 6500 entrarão em serviço com novas cabines, que contam com o assento patenteado da Nuage projetados para o máximo de conforto em voos longos, e a estreia da primeira divã Nuage do setor na suíte de conferências. 

A conectividade ultra-rápida combinada com o primeiro sistema 4K de resolução ultra-alta maximizará a produtividade e o conforto em voos curtos ou longos, e os clientes terão acesso seguro ao compartimento de bagagem em todos os momentos.

O cockpit da Bombardier nas aeronaves Global 5500 e Global 6500 apresenta o primeiro sistema de visão combinada (CVS) verdadeiro na aviação executiva – o único sistema que mescla perfeitamente imagens aprimoradas e sintéticas em uma única exibição.

Sistema de Visão Combinada (CVS) da Bombardier

Sistema de Visão Combinada (CVS) da Bombardier

As aeronaves Global 5500 e Global 6500 têm os maiores alcances da classe, de 5.700 e 6.600 milhas náuticas, respectivamente, com velocidades máximas de Mach 0.90 e a tecnologia de voo suave da Bombardier. A aeronave Global 5500 pode conectar sem escalas Nova York ao Cairo e Miami a Moscou. A aeronave Global 6500 pode conectar sem escalas Nova York a Pequim e Miami a Istambul.

Essas aeronaves têm custos operacionais altamente favoráveis ​​em comparação às aeronaves concorrentes menores com menor alcance. Também oferecem um aumento de alcance de até 1.300 milhas náuticas ao operar fora das condições de clima quente e de alta altitude, graças ao aumento de empuxo e maior eficiência de combustível.

 
Informações pela Bombardier.
 

Murilo Basseto

Formado em Engenharia, foi um dos líderes do Urubus Aerodesign da Unicamp e um dos responsáveis por alçar o grupo à elite mundial da engenharia aeronáutica universitária. Atualmente é Editor-Chefe do AEROIN.