Brasileira Flapper anuncia acordo para trazer até 30 aeronaves Electra

Imagem: Electra.aero

A brasileira Flapper Tecnologia S.A., a maior plataforma de aviação privada sob demanda da América Latina, e a Electra.aero, uma fabricante de eSTOL (sigla inglês para aeronaves elétricas de decolagem e pouso curtos), anunciam hoje (04) um acordo que deve dar à Flapper a incumbência de comercializar até 30 aeronaves elétricas fornecidas pela Electra.

Com data prevista para 2027, a operação vai incluir pelo menos cinco capitais da América Latina, com foco especial na cidade de São Paulo. A parceria proporcionará à Electra um suporte necessário para design, operação, assistência em escala e marketing de suas aeronaves sustentáveis.

Com menos queima de combustível e emissões por passageiro do que um carro pessoal, a aeronave híbrida-elétrica da Electra, que apresentamos aqui no AEROIN em junho, oferece suporte às metas globais de redução de emissões de carbono. A aeronave de asa fixa levará inicialmente até sete passageiros e um piloto ou 820kg de carga por até 800km em todas as condições meteorológicas.

Sua capacidade de decolar e pousar em apenas 30 metros, com recarga de bateria durante o voo, permite operações de voo de locais anteriormente inacessíveis para o voo, incluindo telhados urbanos e estacionamentos corporativos.

Imagem: Electra.aero

“Esses acordos estratégicos vão além do desenvolvimento tecnológico e da fabricação da aeronave”, disse John S. Langford, fundador e CEO da Electra.aero. “Eles traçam todo o ecossistema necessário para sua operação bem-sucedida, suporte em solo e uso pelo cliente que, juntos, validam a viabilidade comercial e a confiança do mercado em nossas aeronaves eSTOL.”

O mercado global de mobilidade aérea avançada urbana e regional que a Electra atende é estimado pelo Morgan Stanley em mais de US$ 1,5 trilhão.

Flapper é a primeira empresa de reserva de voos de táxi aéreo da América Latina, oferecendo voos compartilhados e fretamentos, com cotações quase em tempo real. Com uma frota de mais de 730 aeronaves na sua plataforma e mais de 280 mil usuários do seu aplicativo, a Flapper fornece vários serviços de mobilidade aérea em um único lugar, reduzindo tempo de voo entre os aeroportos e helipontos não disponíveis na aviação comercial.

Sob um Memorando de Entendimento (MOU), a Electra será a fornecedora preferencial de aeronaves da Flapper para serviços aéreos regionais de mais de 5 assentos. Como provedor de serviços preferencial da Electra, no Brasil, a Flapper se compromete a comprar 15 aeronaves Electra eSTOL com opção para mais 15 aviões. As duas empresas buscarão, em conjunto, novas redes de rotas, inclusive para operadoras de heliporto e incorporadores e investidores imobiliários.

“Nossa transição para aeronaves elétricas sustentáveis ​​deve alcançar uma economia de 40% em nossos custos operacionais e abrir nosso serviço para novos destinos”, disse Paul Malicki, CEO da Flapper. “Com o avião eSTOL da Electra, esperamos oferecer aos nossos clientes mobilidade urbana e aérea regional incomparável em cidades como São Paulo, Bogotá, Santiago do Chile ou Cidade de México – tudo por uma fração do custo de um passeio de helicóptero.”

Rota de lançamento em São Paulo

A cidade de lançamento do serviço será São Paulo, com voos frequentes ligando o Helicentro Helipark ao Aeroporto Internacional Executivo São Paulo Catarina. Hoje, a Helipark é o maior centro de manutenção de helicópteros do Brasil, com capacidade para até 50 helicópteros, sendo outros 10 estacionados em uma de suas dez estações.

Os futuros acordos podem incluir a transformação do Helipark em um centro de manutenção para aeronaves elétricas. Já o aeroporto Executivo Catarina vai servir como destino final da primeira rota, transformando o atual 45 – 60 min de trânsito em 20 min de voo, que promete ser silencioso e tão rápido como um transfer de helicóptero.

Localizado entre Sorocaba e São Paulo, Catarina é o primeiro aeroporto executivo do Brasil autorizado para voos internacionais. A visão de operações futuras foi apresentada no vídeo, feito especialmente para a ocasião:

“A América Latina é um importante mercado de mobilidade aérea urbana e a cidade de São Paulo, no Brasil, opera a maior frota de helicópteros de passageiros do mundo”, complementou o CEO da Electra. “Junto com a Flapper, entregaremos uma aeronave mais silenciosa e econômica para este mercado que reduz a queima de combustível em 70% em relação aos helicópteros, ajudando a preservar a beleza natural do Brasil e a biodiversidade única por meio de uma pegada de carbono baixa.”

Informações da Flapper e da Electra

Murilo Bassetohttp://www.aeroin.net
Formado em Engenharia Mecânica e Pós-Graduando em Engenharia de Manutenção Aeronáutica, possui mais de 6 anos de experiência na área controle técnico de manutenção aeronáutica.

Veja outras histórias

Boeing 737 MAX ganha a luz verde dos coreanos

0
O Boeing 737 MAX foi recertificado na semana passada na Coreia do Sul, fazendo com que a China seja agora último grande mercado da aviação