Brasileiros já são aceitos nos voos para Dubai; será que o Airbus A380 logo volta?

Avião Boeing 777-300ER Emirates
Boeing 777-300ER – Imagem: NMOS332 / CC BY-SA 2.0, via Wikimedia Commons

Após um longo período de bloqueio, os Emirados Árabes Unidos voltaram a aceitar que a companhia aérea Emirates transporte passageiros do Brasil que tenham Dubai como destino.

A empresa vinha administrando a crítica situação das restrições e da demanda de passageiros desde o começo do ano, quando chegou a suspender por completo seus voos entre Dubai e o Brasil em janeiro.

Depois, em fevereiro, a Emirates já transportava viajantes no sentido dos Emirados para o Brasil, mas ainda não aceitava nenhum embarque no sentido inverso, já que a segunda onda da Covid-19 por aqui, bem como as novas variantes do coronavírus, levavam a restrições dos Emirados Árabes.

Então, em maio, o bloqueio foi parcialmente abaixado, de forma que passaram a ser aceitos os passageiros que tivessem conexão imediata via Dubai, ou seja, apenas os viajantes que permanecessem na área de trânsito do aeroporto para logo embarcarem em seu próximo voo com destino aos demais países atendidos pela Emirates.

Por fim, desde o dia 5 deste mês de junho, o destino e a companhia aérea voltaram a transportar qualquer passageiro partindo do Brasil. Em função da Covid, porém, os seguintes requisitos ainda se aplicam a viajantes partindo do Brasil:

Requisitos para todos os passageiros que chegam em Dubai

Todos os passageiros que viajam para Dubai de qualquer ponto de origem (países do GCC incluídos) devem possuir um certificado de teste COVID-19 PCR negativo para um teste feito no máximo 72 horas antes da partida, exceto para viagens de Bangladesh, Índia, Paquistão e Sri Lanka (para os quais há requisitos específicos).

O certificado deve ser um teste de reação em cadeia da polimerase (PCR). Outros certificados de teste, incluindo testes de anticorpos e kits de teste doméstico, não são aceitos em Dubai. Os viajantes devem trazer um certificado oficial impresso em inglês ou árabe para fazer o check-in. SMS e certificados digitais não são aceitos. Os certificados PCR em outros idiomas são aceitáveis ​​se puderem ser validados na estação de origem.

Teste na chegada

Os passageiros que chegam em Dubai dos seguintes países serão obrigados a fazer outro teste PCR COVID-19 na chegada ao aeroporto Internacional de Dubai:

Afeganistão, Angola, Argentina, Bahrein, Bangladesh, Brasil, Camboja, Chile, Croácia, Chipre, República Tcheca, Djibouti, Egito, Eritreia, Etiópia, Geórgia, Gana, Guiné, Hungria, Índia, Indonésia, Irã, Iraque, Israel, Marfim Costa, Jordânia, Quênia, Kuwait, Líbano, Malta, Moldávia, Montenegro, Marrocos, Mianmar, Nepal, Nigéria, Omã, Paquistão, Polônia, Filipinas, Qatar, Romênia, Ruanda, Rússia, Senegal, Eslováquia, Somalilândia, Somália, Sudão do Sul, Sudão, Síria, Tajiquistão, Tanzânia, Tunísia, Turquia, Turcomenistão, Ucrânia, Uzbequistão, Vietnã, Zimbábue.

Trânsito em Dubai

Passageiros em trânsito por Dubai dos seguintes países devem apresentar um certificado de teste COVID-19 negativo para um teste feito no máximo 72 horas antes da partida, bem como cumprir todos os requisitos exigidos por seu destino final.

Afeganistão, Angola, Argentina, Bahrein, Brasil, Camboja, Chile, Croácia, Chipre, República Tcheca, Djibouti, Egito, Eritreia, Etiópia, Geórgia, Gana, Guiné, Hungria, Indonésia, Irã, Iraque, Israel, Costa do Marfim, Jordânia, Quênia, Kuwait, Líbano, Malta, Moldávia, Montenegro, Marrocos, Mianmar, Nepal, Nigéria, Omã, Polônia, Filipinas, Catar, Romênia, Ruanda, Rússia, Senegal, Eslováquia, Somalilândia, Somália, Sudão do Sul, Sudão, Síria, Tadjiquistão, Tanzânia, Tunísia, Turquia, Turcomenistão, Ucrânia, Uzbequistão, Vietnã, Zimbábue.

O certificado deve ser um teste de reação em cadeia da polimerase (PCR). Outros certificados de teste, incluindo testes de anticorpos e kits de teste doméstico, não são aceitos em Dubai. Os viajantes devem trazer um certificado oficial impresso em inglês ou árabe para fazer o check-in. SMS e certificados digitais não são aceitos. Os certificados PCR em outros idiomas, conforme exigido pelo destino final, são aceitáveis ​​se puderem ser validados na estação de origem.

Os voos de/para o Brasil

A Emirates tem atualmente uma frequência de 5 voos por semana entre Dubai e Guarulhos, cumpridas sempre com aeronaves Boeing 777-300ER com capacidade para 354 passageiros.

O voo de número EK-261 parte às segundas, quartas, quintas, sextas e aos sábados com pouso no Aeroporto Internacional de Guarulhos às 17h00. No sentido inverso, o voo EK-262 decola do Brasil à 01h25 do dia seguinte aos pousos, ou seja, às terças, quintas, sextas, aos sábados e domingos.

Segundo o site de reservas da companhia, a previsão é que a partir do dia 31 de outubro os voos passem a ser cumpridos com o grande Airbus A380. Porém, com a redução das restrições e o avanço da vacinação no Brasil, a expectativa é que possa haver algum adiantamento deste retorno do jato de dois andares à rota. Qual sua aposta para a data da volta do gigante?

Com informações da Emirates

Murilo Bassetohttp://www.aeroin.net
Formado em Engenharia Mecânica e Pós-Graduando em Engenharia de Manutenção Aeronáutica, possui mais de 6 anos de experiência na área controle técnico de manutenção aeronáutica.

Veja outras histórias

Avião Embraer ERJ-145 CommutAir United Express

Jatos Embraer ERJ-145 da CommutAir ganham uma renovação total em seu...

0
A empresa aérea regional americana CommutAir anunciou na segunda-feira (6) o lançamento de um esforço para atualizar e substituir