British revela que seu 1º Boeing 777 aposentado voou incríveis 78 milhões de quilômetros

O Boeing 777 é a espinha dorsal da frota de longo curso da British Airways. No entanto, como alguns têm idade de quase um quarto de século, a companhia aérea começou a aposentá-los nesta semana.

Avião Boeing 777-200 British Airways
Beoing 777-200 da British Airways

O movimento começou na última segunda-feira, 13 de janeiro, com o exemplar de matrícula G-ZZZC.

Este foi o primeiro Boeing 777 recebido pela companhia aérea em novembro de 1995, e apenas o sexto 777 a ser entregue em todo o mundo, de acordo com o Planespotters.net.

Ele e seus primeiros companheiros de frota têm um registro interessante. A British Airways disse que a sequência ZZZ das matrículas foi escolhida por parecer semelhante ao número 777.

Planespotters Production List 777-200 British
G-ZZZC, o sexto da lista de entregas do 777-200 – Listagem: Planespotters.net

História do ZZZC

Nos seus 24 anos de serviço para a empresa aérea britânica, o G-ZZZC foi um verdadeiro cavalo de batalha. A British Airways disse ao Simple Flying que, durante sua vida útil, esse Boeing 777 completou 20.663 ciclos (ciclos são pousos e decolagens).

Somando os tempos no ar entre todos esses ciclos, voou por incríveis 100.311 horas, visitando países de todo o mundo. Seria como voar 24 horas por dia durante quase 11 anos e meio.

A transportadora britânica estima que o Boeing 777 voou um total de 48.747.470 milhas, ou mais de 78,4 milhões de quilômetros. Isso significa que, se a aeronave fosse um foguete, poderia ter feito em torno de 115 voos de ida e volta à lua.

Adicionalmente, o número de passageiros que voaram a bordo da aeronave é igualmente incrível. A British Airways acredita que o G-ZZZC levou algo em torno de 3,8 milhões de passageiros.

Voos finais

Avião Boeing 777-200 British Airways

A programação final de um voo de passageiros da aeronave levou-a a Abuja, capital da Nigéria. Partiu para a jornada no sábado, dia 11 de janeiro, e esteve no céu por cinco horas e meia, aterrissando em Abuja às 05:15 do domingo, dia 12.

Após suas últimas horas em solo estrangeiro, a aeronave partiu de Abuja às 09:22. Foram mais seis horas no céu, até aterrissar pela última vez no Aeroporto de Londres-Heathrow, às 14:22.

A aeronave passou sua última noite de solo no Heathrow, hub da companhia inglesa, como fez na maior parte de seu tempo de solo dos últimos 24 anos.

Por fim, às 10:07 da segunda-feira, o Boeing 777 decolou de Heathrow com destino ao seu local de descanso final, St. Athan, perto de Cardiff. Veja a seguir:

Murilo Bassetohttp://www.aeroin.net
Formado em Engenharia Mecânica e Pós-Graduado em Engenharia de Manutenção Aeronáutica, possui mais de 6 anos de experiência na área controle técnico de manutenção aeronáutica.

Veja outras histórias

Avião Airbus A319 Air France

Eco-taxas vão destruir a aviação e falhar em salvar o meio...

0
A IATA alertou que as novas taxas ambientais propostas na França não irão descarbonizar o setor de aviação e ainda vão eliminar 150.000 empregos.