British Airways e Lufthansa cancelam voos para o Cairo por risco de terrorismo

A British Airways anunciou no sábado (20), que seus cancelou todos os seus voos ao Cairo por sete dias “como medida de precaução para permitir uma avaliação de segurança”. O anúncio foi dado em meio a um comunicado do Ministério das Relações Exteriores Britânico reportando o aumentado do risco de terrorismo contra a aviação. Medidas de segurança adicionais estão funcionando para voos que partem do Egito para o Reino Unido, informou o ministério.

A BA disse que a segurança de seus clientes e tripulação são sua prioridade. “Constantemente revemos nossas medidas de segurança em todos os nossos aeroportos ao redor do mundo nos quais operamos, portanto decidimos suspender os voos ao Cairo por sete dias, como medida de precaução”, disse a companhia aérea. Passageiros afetados devem buscar a empresa.

A decisão da BA não foi isolada. A maior companhia aérea da Alemanha, Lufthansa, disse neste sábado que também estava suspendendo os voos ao Cairo, no entanto a situação foi normalizada no dia de hoje. Um porta-voz da empresa não quis comentar sobre as informações que motivaram a cancelar os voos de sábado.

Na sexta-feira, o departamento de estado dos EUA atualizou seu aviso de viagem para o Egito, citando “os riscos de viajar devido a ameaças de terroristas e grupos de oposição política violenta” e que “ataques terroristas podem ocorrer em qualquer lugar do país, incluindo grandes áreas metropolitanas.”

Em 2015, um avião explodiu sobre a Península do Sinai, matando 224 pessoas a bordo. Autoridades disseram que uma bomba tinha sido colocada a bordo.

Da CNN

Carlos Ferreira

É profissional de marketing e pesquisador de temas relacionados à aviação há quase duas décadas. Leva a câmera fotográfica para onde vai e faz mais fotos de aviões do que dos passeios. Responsável pela linha editorial da revista eletrônica AEROIN.net.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.