British Airways recebe sugestão de mudar de nome após apoiar time de rúgbi da Inglaterra

Um post aparentemente inocente do time de mídias sociais da British Airways deu o que falar e gerou uma enorme discussão no Twitter entre alguns fãs furiosos, depois que a companhia aérea mostrou público apoio ao time de rúgbi da Inglaterra contra o País de Gales.

Segundo o The Guardian, a mensagem, que também continha um pequeno vídeo, irritou muitos fãs do País de Gales, que expressaram seu descontentamento nas redes sociais. A revolta dos galeses deve-se ao fato de ambos os países pertencerem à Grã Bretanha, cuja companhia aérea nacional é justamente a British Airways e que, segundo eles, ela não deveria torcer para um dos lados.

Com a efervescência e impiedade das mídias sociais, mesmo que a British Airways patrocine o time inglês, a mensagem foi largamente rechaçada pelos torcedores e levou a empresa a até pedir desculpas.

O ministro da saúde galês Vaughan Gething tuitou: “Boa maneira de irritar mais de 3 milhões de clientes em potencial”. O apresentador do BBC News Huw Edwards brincou: “Eu amo @easyJet.”

Enquanto isso, a frase “English Airways”, no lugar de “British Airways” virou trending topic no Twitter, já que alguns fãs do País de Gales sugeriram que a companhia aérea deveria mudar a marca.

A Yes Cymru, uma campanha pela independência do País de Gales, tuitou: “Para ser claro, mesmo quando o País de Gales se tornar independente, ainda será parte integrante da ilha da Grã-Bretanha. Sua marca não é ‘UK Airways’, é ‘British Airways’. Independentemente disso, já tivemos o suficiente dessa ‘união’ desigual e quebrada”.

A British Airways tem um acordo de patrocínio com a Inglaterra e levou o time para a Copa do Mundo no Japão no ano passado, mas acabou pedindo desculpas. “Temos orgulho de ser patrocinadores do England Rugby, mas, nesta ocasião, desviamo-nos involuntariamente do foco, pelo que lamentamos”.

Sobre o jogo do sábado (28), a Inglaterra venceu Gales por 24 a 13 e está na final da Autumn Nations Cup. Ah, essas redes sociais.

Carlos Ferreira
Managing Director - MBA em Finanças pela FGV-SP, estudioso de temas relacionados com a aviação e marketing aeronáutico há duas décadas. Grande vivência internacional e larga experiência em Data Analytics.

Veja outras histórias

Segunda onda: Peru adiciona o Brasil à lista de países com...

0
Diante do avanço do vírus em várias regiões do mundo, o presidente interino do Peru, Francisco Sagasti, aprovou novas medidas restritivas