Caça invisível F-35 Lightning II pousa quase na vertical em aeroporto congelado

Belas imagens foram gravadas na quinta-feira, 27 de novembro, quando um caça com tecnologia Stealth F-35 Lightning II pousou em um aeroporto ‘congelado’. O vídeo foi publicado no perfil @briggs_aero no Twitter e está logo abaixo (espere carregar).

O caça pertence à Royal Air Force (RAF), que é a Força Aérea do Reino Unido. O avião em questão é o F-35B Lightning, produzido pela Lockheed Martin nos EUA e estava em voo de entrega rumo à Inglaterra.

O F-35 é o primeiro caça multi-missão com a tecnologia Stealth, que utiliza de material especial na fuselagem, assim como tem um formato assimétrico para absorver ondas de radar ou refleti-las em direções opostas, fazendo que o radar em solo não capte a ressonância das ondas. Por conta disso, o avião é conhecido como “invisível” pelo inimigo.

Além disso, a variante B tem capacidade de aproximação para pouso e decolagem praticamente na vertical, já que o seu motor vira-se para baixo, impulsionando o avião para cima, além de um grande ventilador (liftfan) fazer a propulsão vertical na parte dianteira. Com isso, o caça consegue fazer o pouso do vídeo, onde o motor está parcialmente virado para baixo e a liftfan ativa, resultando num pouso extremamente curto.

O que chama atenção no vídeo é o deslocamento de ar gerado pelo avião, que pousa no Aeroporto de Gander no Canadá, que está coberto de neve. O efeito do deslocamento da neve torna o pouso num prato cheio aos fotógrafos e cinegrafistas de plantão.

No mais, esse aeroporto é bastante conhecido por ser o local mais à leste do Canadá, bem na rota dos aviões que vem e vão para a Europa. Por isso acaba sendo a principal alternativa de pouso para os jatos que enfrentam algum problema na travessia transatlântica. Os últimos casos que viraram notícia aconteceram em maio e outubro deste ano.

Carlos Martins
Fascinado por aviões desde 1999, se formou em Aeronáutica estudando na Cal State Long Beach e Western Michigan University. Atualmente é Editor-Chefe no AEROIN, Piloto de Avião, membro da AOPA, com passagem pela Avianca Brasil. #GoBroncos #GoBeach #2A

Veja outras histórias