Início Acidentes e Incidentes Carga de smartphones pega fogo pouco antes de ser embarcada em Airbus...

Carga de smartphones pega fogo pouco antes de ser embarcada em Airbus A330

Receba essa e outras notícias em seu celular, clique para acessar o canal AEROIN no Telegram e nosso perfil no Instagram.

Um incidente de solo por pouco não terminou com uma aeronave danificada neste final de semana, devido a uma carga que pegou fogo quando estava prestes a ser embarcada para o voo.

O vídeo acima, com imagens gravadas no momento da ocorrência, mostra alguns dos contêineres de carga completamente destruídos e ainda em chamas bem ao lado do avião. Fotos posteriores ao controle da situação permitem ver que ao menos parte do carregamento atingido pelas chamas era de smartphones.

Segundo informações da mídia local, o caso aconteceu na madrugada do domingo, 11 de abril, quando o avião cargueiro estava sendo preparado para partir do Aeroporto Internacional de Hong Kong com destino ao de Bangkok, na Tailândia. A dispositivos móveis a serem embarcados, ou ao menos parte deles, eram do modelo Y20 da fabricante chinesa Vivo.

Devido à natureza do incêndio, provavelmente gerado por baterias de íons de lítio dos celulares, que são capazes de se inflamar espontaneamente sob calor ou dano físico, os bombeiros levaram em torno de 40 minutos para concluir a extinção das chamas. É por isso a necessidade de que, em voos de passageiros, os celulares pessoais devem ser levados consigo na cabine, e não despachados na bagagem, permitindo um rápido controle caso o mesmo se inflame por qualquer motivo.

Pelo vídeo, nota-se que se tratava de um Airbus A330-200F da companhia aérea Hong Kong Air Cargo. Dados da plataforma de rastreamento RadarBox mostram que o voo de número HK331 do domingo foi cumprido pela aeronave registrada sob a matrícula B-LNX.

Além deste jato, a companhia aérea possui, conforme o AirFleets, mais quatro do mesmo modelo, de matrículas B-LNV, B-LNW, B-LNY e B-LNZ, mas a própria aeronave realizou a operação, visto que não foi danificada pelo fogo.

O histórico da plataforma também revela que o voo, que costuma partir entre 06h30 e 07h00 do horário local, decolou apenas às 08h00 em função do atraso gerado pelo atendimento da ocorrência.

A autoridade aeroportuária informou que ninguém foi ferido no incidente e que as operações do aeroporto não foram afetadas.

Caso a carga já estivesse dentro da aeronave quando se inflamou, o final do Airbus A330 cargueiro poderia ser o mesmo daquele do Boeing 777F da Ethiopian Airlines em julho passado, que partiria da China com carregamento farmacêutico para o Brasil, mas terminou destruído pelas chamas no pátio do Aeroporto Internacional de Xangai – Pudong.

Relembre nos títulos a seguir mais detalhes sobre o incêndio no 777F:

Sair da versão mobile