Cathay Pacific quer trocar o Boeing 777X pelo 787 Dreamliner

Receba as notícias em seu celular, acesse o canal AEROIN no Telegram.

Buscando cortar custos, a companhia aérea Cathay Pacific, de Hong Kong, quer trocar seus futuros gigantes Boeing 777X pelo menor 787 Dreamliner.

Boeing 777X Cathay Pacific
Imagem: Boeing

A empresa quer mudar a sua encomenda de 21 jatos 777-9X, num valor estimado de $7.4 bilhões de dólares. A Cathay foi a primeira a encomendar o jato da Boeing, que é o maior bimotor do mundo.

O motivo é simples: cortar custos. Em meio à Pandemia do Coronavírus, a Cathay foi fortemente atingida, já que está na China e, principalmente, em Hong Kong, província que sofre sanções do governo de Pequim e passava por momentos difíceis de protestos generalizados antes da COVID-19.

O substituto do 777-9X escolhido pela companhia seria o 787-10 Dreamliner, que custa $104 milhões a menos a preços de tabela. A principal diferença entre os jatos está no tamanho: o 777X é 8 metros maior e tem um alcance 1.590 km maior.

Outro ponto é a capacidade de carga do 777-9X, que leva em seu porão inferior 8 contêineres LD3 a mais que o 787-10, o que se traduz em 1.272 metros cúbicos a mais.

Tanto a Boeing quanto a Cathay Pacific não quiseram comentar o assunto, segundo reportou o jornal South China Morning Post.

Caso a troca se concretize, é mais uma notícia ruim para o programa do 777X, que sofreu com atrasos e não tem uma nova encomenda desde o ano passado, além de enfrentar diversas reduções nos pedidos ou conversões similares a que a Cathay planeja.

Receba as notícias em seu celular, acesse o canal AEROIN no Telegram.

Carlos Martins
Fascinado por aviões desde 1999, se formou em Aeronáutica estudando na Cal State Long Beach e Western Michigan University. Atualmente é Editor-Chefe no AEROIN, Piloto de Avião, membro da AOPA, com passagem pela Avianca Brasil. #GoBroncos #GoBeach #2A

Veja outras histórias