Cathay afirma que está satisfeita com desempenho do A350-1000

A Cathay Pacific Airways está “satisfeita” com o desempenho do Airbus A350-1000 durante seus três primeiros meses de serviço, diz o diretor executivo Rupert Hogg.

“No geral, tem sido uma introdução muito suave ao serviço do A350-1000. Estamos satisfeitos!”, disse ele à FlightGlobal em um evento para marcar o lançamento da nova rota de Washington Dulles, em Hong Kong.

Avião Airbus A350-1000 Cathay Pacific

Primeiro Airbus A350-1000 da Cathay




Depois da cliente de lançamento Qatar Airways, a companhia de Hong Kong tornou-se a segunda operadora do A350 “esticado”. Recebeu sua primeira unidade em junho e estreou em voos para Taipei em 1º de julho, segundo os dados da programação da FlightGlobal.

A aeronave, que a Cathay configurou com 334 assentos, é alimentada por motores Rolls-Royce Trent XWB e tem um alcance de 8.000 nm (14800 km). O -1000 é 7 metros mais longo do que o A350-900, que a companhia aérea introduziu em sua frota em 2016.

Os motores Trent XWB não enfrentaram nenhum dos problemas de durabilidade que afetam os motores Trent 1000 dos Boeing 787.

Questionado sobre a confiabilidade do despacho do A350-1000, ou seja, a eficiência do avião em não ficar muito tempo em solo entre cada voo, Hogg diz que está “alta, onde seria de esperar”, mas se recusa a fornecer um número.

A Cathay já opera cinco A350-1000 e planeja ter oito em sua frota até o final do ano. Também opera 22 A350-900s, e tem pedidos firmes para mais seis -900s e 15 -1000s, mostra o Flight Fleets Analyzer.

A companhia aérea de Hong Kong representa mais da metade da frota global do A350-1000, já que hoje existem nove em serviço. A Airbus tem pedidos firmes para outros 162 A350-1000s.




A Cathay opera o A350-1000 principalmente na Ásia Oriental, incluindo Bangcoc, Cidade de Ho Chi Minh e Cingapura, mas também tem voos para Madri, Tel Aviv e Washington Dulles.

A companhia aérea planeja usar a aeronave principalmente para serviços europeus, e para a Dulles, conforme a frota crescer.

 
Informações pelo Flight Global.
 

Airbus testa winglets maiores para o A350-900ULR

Murilo Basseto

Formado em Engenharia, foi um dos líderes do Urubus Aerodesign da Unicamp e um dos responsáveis por alçar o grupo à elite mundial da engenharia aeronáutica universitária. Atualmente é Editor-Chefe do AEROIN.