Pitoresca empresa aérea Ceiba, da Guiné, volta ao Brasil após voos misteriosos

Receba as notícias em seu celular, acesse o canal AEROIN no Telegram.

Boeing 767 Ceiba
Boeing 767 3C-LLU no Galeão em abril de 2014

A Ceiba Intercontinental Airlines, de Guiné Equatorial, esta de volta ao Brasil anos após o fim de uma suspeita “ponte aérea” entre os dois países em meados dos anos 2010.

Esta rota suspeita veio à tona após um Boeing da empresa estatal, a serviço do governo de Guiné, ser apreendido com uma grande quantidade de dinheiro e relógios no Aeroporto de Viracopos, um pouco antes das eleições de 2018. Esse assunto ficou na mídia brasileira por vários dias e lançou sua sobre as misteriosas operações da Ceiba no Brasil.

Logo após este voo flagrado em Campinas, fizemos um levantamento dos voos feito pela empresa aérea, que é controlada pelo governo de Guiné. Notamos uma grande quantidade de operações ao longo dos anos 2010, num mix de operações em missão de governo ou em fretamento por uma empresa de engenharia de Belo Horizonte, a qual, meses depois, foi denunciada pelo MPF à luz desta rota suspeita.

Cabe salientar que era comum ver o Boeing 777 da Ceiba parado nas áreas remotas do aeroporto de Guarulhos, em São Paulo, ou no pátio da Base Aérea adjacente ao mesmo.

De volta

Agora, a empresa volta ao Brasil em um provável voo de repatriação de cidadãos guineenses. O jato Boeing 767-300ER de matrícula ET-AWQ voou do Malabo para Brasília, tendo pousado no fim da manhã de sábado (11) na capital federal.

A aeronave possuía a matrícula 3C-LLU e visitou Brasília em 2016 no Fórum Mundial das Águas. Depois, foi matriculada para ET-AWQ, provavelmente para permitir voos para a Europa já que a Guiné e a Ceiba estão na blacklist europeia, proibida de voar para o continente.

A Embaixada da Guine não confirmou a natureza do voo.

Como citamos acima, os aviões dessa companhia aérea foram, por anos, visitantes frequentes do Aeroporto Internacional de Guarulhos, em voos suspeitos, como o AEROIN comentou em 2018.

Receba as notícias em seu celular, acesse o canal AEROIN no Telegram.

Carlos Martins
Fascinado por aviões desde 1999, se formou em Aeronáutica estudando na Cal State Long Beach e Western Michigan University. Atualmente é Editor-Chefe no AEROIN, Piloto de Avião, membro da AOPA, com passagem pela Avianca Brasil. #GoBroncos #GoBeach #2A

Veja outras histórias

Vídeo mostra caça F-5 fazendo passagem baixa em Brasília lado a...

0
Dois dos principais vetores da Força Aérea Brasileira (FAB) fizeram um voo de ala em Brasília recentemente, e um passageiro flagrou tudo.