Início Empresas Aéreas CEO da ITA fala sobre as datas das próximas contratações de tripulantes...

CEO da ITA fala sobre as datas das próximas contratações de tripulantes e times de solo

A ITA Transportes Aéreos celebrou na última semana a contratação dos seus primeiros 60 tripulantes, sendo 20 comandantes e 40 comissários de bordo. A primeira turma passará pelos treinamentos e terá a missão de dar, em breve, o pontapé inicial na etapa operacional da companhia, que prevê operar 10 jatos a partir de março de 2021. Eles também serão os replicadores do conhecimento e da cultura da companhia para os futuros contratados.

As contratações são bem vindas no mundo aeronáutico, cujo setor foi um dos mais afetados durante a pandemia, que deixou milhares de pessoas sem emprego no Brasil e no mundo. Como a ansiedade é grande, muitas são as dúvidas para com relação às próximas ondas de contratações, tanto do time de voo, quanto das equipes de solo, incluindo agentes, serviços aos passageiros, manutenção e ground handling.

Já recuperado da Covid-19 após 26 dias trabalhando remotamente, o CEO Tiago Senna deu uma entrevista ao piloto e jornalista Robert Zwerdling, do Canal ASA, na noite da sexta-feira, 5 de dezembro. Ele falou sobre sua satisfação pessoal em poder contratar as pessoas nesse momento tão duro para a aviação e comentou sobre as novas turmas.

Tripulantes

Com relação às equipes de voo, Senna comenta que a empresa terá mais turmas começando nos dias 11 e 21 de dezembro, também com a configuração 20/40 (20 pilotos e 40 comissários) e que esse pessoal será chamado dentre os selecionados no processo seletivo.

Ele disse também que espera trabalhar com um alto índice de eficiência operacional, tendo 6,4 tripulantes por aeronave no primeiro momento. Isso significa que, para 10 aeronaves, ele precisa de um time de 64, que crescerá gradualmente na medida em que novas aeronaves chegam. Segundo Senna, a ideia é receber uma aeronave por mês, depois das 10 iniciais. Ele entende que a conta é justa, mas pondera que, no primeiro ano, não há férias e, portanto, ele consegue trabalhar com o time completo.

Quanto à remuneração, ele diz que a empresa fez um benchmark no mercado para chegar a um patamar justo, em algum lugar entre Azul e Latam, sendo que a última paga salários mais altos.

Equipes de Solo

Com relação às equipes de aeroportos, Senna disse que o processo será iniciado na próxima semana, mas que ainda precisam ser finalizadas algumas definições internas a cargo de suas equipes técnicas e de finanças. Segundo ele, é essencial que o processo de contratação seja iniciado na semana do dia 7 de dezembro, para que a empresa tenha tempo de trabalhar nas homologações de bases.

Senna, no entanto, comenta que o processo não foi aberto ainda porque ainda estão sendo realizados análises de cenários, onde se verificam as proporções de funcionários próprios e terceirizados.