CEO da Southwest: “A320 é um bom avião, mas não bate o 737 MAX”

Em entrevista à Bloomberg nesta quinta-feira, 24, o CEO da Southwest Airlines, Gary Kelly, afirmou que o Airbus A320 é um bom competidor perante o 737 da Boeing, mas não o supera.

Boeing Delivery Center 737 MAX Southwest
Imagem: Divulgação / Boeing

Quando questionado pelo repórter sobre quando foi a última vez que falou com a Airbus e o que acha do A320, Gary não poupou elogios ao avião europeu e afirmou que fala com a fabricante européia todo o tempo. “Eles também têm tremendos líderes, fazem produtos incríveis, mas achamos que o Boeing 737 MAX 8 é o melhor avião narrow-body no mundo, e ainda acreditamos nisso. O Airbus A320 é um competidor muito bom, mas não bate o 737 MAX”, afirmou o CEO.

Gary também afirma que apesar da diferença, o Airbus é realmente muito próximo do Boeing em termos de competitividade, mas reafirma que a Southwest já decidiu pelo MAX e que espera continuar assim. Porém, ao afirmar, ponderou que, para manter essa condição, o próximo ano será crítico, mas que espera bons resultados.

CEO da Southwest, Gary Kelly

Em seguida, o repórter perguntou como a Southwest pretende reconquistar a confiança dos passageiros com o MAX, e tirar a vantagem das companhias aéreas que voam Airbus.

O executivo respondeu de maneira contundente e não fugiu da responsabilidade: “É algo que terá que ser feito pela Boeing, pela FAA e pelas companhias, incluindo a Southwest. Considerando que o avião tem uma boa performance, será uma questão de tempo para retomar a confiança”, afirma Gary, que destaca outro ponto: “Existem problemas com aviões todo o dia pelo mundo, mas a maioria não vai para a capa de um jornal, então é melhor deixar o MAX voltar ao serviço e mostrar que não há outros problemas”.

Quando questionado sobre a perda de mercado, mais especificamente para a Delta, que anunciou que está pegando uma fatia que era da Southwest (principalmente em Atlanta, onde as duas dividem o mega hub no Aeroporto Internacional de Hartsfield–Jackson), Gary apontou que a empresa está com 8% a menos de capacidade do que esperava para essa época do ano, mas irá recuperar isso assim que o MAX voltar.

Vale lembrar que a Southwest é a maior cliente do 737 e também é a empresa que criou o modelo de baixo-custo na aviação, hoje adotado em todo o mundo. Por causa disso, o modelo virou o símbolo da companhia, assim como a companhia aérea é considerada por especialistas como um dos maiores cases de sucesso de aplicação do 737 em todos os tempos.

Nas histórias abaixo, conheça um pouco da história da companhia através da mente do seu fundador, Herb Kelleher, que faleceu no início deste ano:

Carlos Martins

Despertou a paixão pela aviação em 1999 em um show da Esquadrilha da Fumaça. Atualmente é Piloto Comercial, Despachante, Bacharel em Ciências Aeronáuticas, membro da AOPA e veterano da Western Michigan University #GoBroncos