China afirma que vai colocar no mundo 989 unidades do jato widebody CR929

Pouco menos de 1.000 jatos de longo alcance CR929, o maior empreendimento conjunto entre a China e a Rússia na indústria de aviação, deverão ser vendidos globalmente de 2023 a 2045, disse um líder de projeto da Commercial Aircraft Corp of China à agência de notícias estatal chinesa Xinhua durante o Zhejiang Aerospace Industry International Summit 2020, evento que ocorreu em Hangzhou, na semana passada.

De acordo com nossa estimativa, a demanda global do mercado global de aviões de grande porte de 2023 a 2045 será de cerca de 10.000, dos quais 989 pedidos serão para o CR929“, disse Chen Yingchun, projetista-chefe do CR929 na COMAC.

Mas ele acredita que a maior parte da demanda estará fora da China. “Durante o mesmo período, a China continental exigirá 818 aeronaves de passageiros de corpo largo e esperamos que o CR929 represente 270 dos pedidos“.

O desafio, porém, será entrar no ocidente com uma estrutura que garanta reposição de peças e serviços ao clientes.

Quase o maior do mundo

A China é hoje o segundo maior mercado de transporte aéreo do mundo, atrás apenas dos Estados Unidos. Cerca de 660 milhões de voos foram feitos no país em 2019, com cerca de 28.000 aviões decolando ou pousando a cada dia. A nação deve se tornar o maior mercado de transporte aéreo do mundo até 2023, segundo estimativas.

Assim que o CR929 entrar em serviço, ele será capaz de operar em 95% das atuais rotas aéreas da China, incluindo as intercontinentais como as entre Pequim e Los Angeles ou Vancouver, de acordo com Chen. “Em comparação com os jatos de hoje, o modelo de nova geração será mais seguro, mais inteligente, mais ecológico, mais econômico e mais confortável“, disse ele.

CR929

A pesquisa e o desenvolvimento do CR929 foram lançados em 2016. No ano seguinte, a China-Rússia Commercial Aircraft International Corp foi estabelecida em Xangai para assumir a responsabilidade pelo empreendimento. O projeto está agora na fase de desenho preliminar e está indo bem, disse Chen.

O CR929 terá o dobro do comprimento e largura do C919, o primeiro jato da COMAC que agora está passando por extensos testes de voo, e será três vezes mais pesado. O peso máximo de decolagem do CR929 será de 247,5 toneladas.

Com um mercado-alvo inicial na China e na Rússia, a primeira versão padrão da aeronave – o CR929-600 – será capaz de voar 12.000 quilômetros e transportar 280 passageiros, de acordo com a COMAC.

Com base no modelo padrão, os projetistas também desenvolverão variantes mais longas, capazes de transportar mais passageiros em rotas movimentadas, e versões mais curtas, que podem voar mais longe. Além disso, eles transformarão o jato em um jato executivo, uma aeronave VIP ou uma aeronave de carga conforme necessário, disse Chen.

Receba as notícias em seu celular, clique para acessar o canal AEROIN no Telegram e nosso perfil no Instagram.

Carlos Ferreira
Managing Director - MBA em Finanças pela FGV-SP, estudioso de temas relacionados com a aviação e marketing aeronáutico há duas décadas. Grande vivência internacional e larga experiência em Data Analytics.

Veja outras histórias

As coisas mais bizarras que os passageiros levam na bagagem –...

0
Não se pode subestimar nenhum passageiro e é por isso que a segurança dos aeroportos é tão reforçada em vários lugares do mundo.