China Airlines cobrirá avião com desenhos para que não achem que é uma empresa chinesa

No início do ano, a China Airlines, transportadora de bandeira de Taiwan, ajudou o governo do seu país a levar grandes quantidades de equipamentos para combate ao Covid a países em todo o mundo. 

© Jordan Arens

No entanto, por causa do grande nome na fuselagem, ela era frequentemente confundida pelo público, e até pelos governos, com uma companhia aérea da China continental, gerando-lhe muita dor de cabeça com os banimentos de voos mundo afora, num momento em que Taiwan tinha a pandemia controlada (mas a China continental não).

Segundo o Taiwan News, isso trouxe à tona a briga pela mudança do nome da empresa, até que, no meio do ano, o legislativo de Taiwan aprovou um referendo sobre a mudança do nome da empresa aérea e dos passaportes, exigindo o fortalecimento do reconhecimento do nome de Taiwan – hoje, Taiwan se auto intitula como República da China.

Uma vez que a mudança de nome da companhia aérea é algo complexo, muito além de uma simples mudança na pintura, mas também a atualização de uma grande quantidade de documentos, o Ministério dos Transportes e Comunicações ficou a cargo de trabalhar no plano de longo prazo para a mudança de nome.

Nova pintura

Enquanto isso, a empresa aérea está empenhada em se posicionar como uma companhia taiwanesa e acabar com as confusões. Isso deve ficar evidente no próximo jato Boeing 777F cargueiro que a empresa receberá em breve.

Em 24 de novembro, nosso parceiro e fotógrafo Jordan Arens fez uma foto do mais novo avião da empresa, que apareceu com uma nova libré. Nela, as palavras “CHINA AIRLINES” na fuselagem estão significativamente menores do que os modelos atuais e na parte traseira da fuselagem.

O Ministro dos Transportes e do Departamento de Comunicações de Taiwan nem deu tempo de criarem um boato e logo deu uma entrevista explicando o que vai acontecer com a aeronave.

“A China Airlines adquiriu sete 777, e agora estão em teste de voo. Em relação à pintura, há um espaço reservado para adicionar imagens representando Taiwan. Atualmente, o tamanho da fonte está reduzido como primeira etapa, e a China Airlines explicará oficialmente para o público quando o projeto de pintura completo estiver concluído”, disse ao Taiwan News.

Parece que ser confundida com uma empresa chinesa causou trauma na China Airlines. Agora estamos curiosos pelo que vem na fuselagem desse cargueiro.

Carlos Ferreira
Managing Director - MBA em Finanças pela FGV-SP, estudioso de temas relacionados com a aviação e marketing aeronáutico há duas décadas. Grande vivência internacional e larga experiência em Data Analytics.

Veja outras histórias

Jato do Madero em Campinas chama atenção em decolagem de baixa...

0
Dessa vez, o piloto do Challenger 350 chegou a abaixar o nariz da aeronave após sair do solo, porém, empregou alguma razão de subida.