“Cliente secreto” cancela pedidos de cinco CRJs da Bombardier

Jato regional CRJ900. Imagem: Divulgação / Bombardier

O diretor financeiro do programa CRJ da Bombardier, John Di Bert, informou em 1º de agosto o cancelamento do pedido de cinco CRJs, que põe em rapidamente em risco sua linha de produção. As aeronaves que já estão em produção, serão redirecionadas para as entregas a outros clientes em 2020. Di Bert não especifica o nome do cliente, e a Bombardier também se recusa a identifica-lo.

O programa CRJ 900 estava com 41 pedidos (agora 36), de acordo com um relatório financeiro da empresa. Os cancelamentos ocorrem no momento em que a Bombardier se prepara para vender o programa CRJ para a Mitsubishi Heavy Industries por US$550 milhões e espera fechar o negócio no primeiro semestre de 2020.

A Bombardier parou de receber novos pedidos do CRJ e espera que todos os CRJs no backlog sejam produzidos dentro de 12 a 15 meses. A American Airlines, a Jazz, a SkyWest Airlines e a Industrial Bank Financial Leasing, da China, estão entre os clientes que têm pedidos do CRJ900.

Luis Neves

É agente de turismo e acompanha a evolução da aviação brasileira desde o final da década de 80. Fotografa tudo o que voa e tem uma das maiores coleções de fotos de aviação do Brasil.