Aeroportos dos Estados Unidos vão parar de exibir a CNN

Foto de Chrisg21090, Public domain, via Wikimedia

Mais de 50 aeroportos dos Estados Unidos deixarão de exibir as notícias da rede CNN nos saguões e salas de embarque e o serviço de notícias para aeroportos do canal será extinto a partir de 31 de março. A informação foi confirmada em comunicado oficial pelo próprio presidente do canal, Jeff Zucker.  

Segundo o executivo, a CNN Worldwide decidiu fechar a CNN Airport Network, braço da empresa especializado em fornecer conteúdo para passageiros dos grandes terminais norte-americanos. Os motivos, de acordo com Zucker, são o drástico declínio das viagens aéreas durante a pandemia e um número cada vez maior de pessoas “consumindo conteúdo em seus dispositivos pessoais” em vez de assistir às transmissões.

CNN Airport Network

A CNN Airport Network nasceu em 1991, a partir de um contrato especial com os aeroportos Dallas-Fort Worth, Atlanta e Chicago O’Hare. A proposta era fornecer conteúdo adaptado do canal principal, 24 horas por dia. As matérias exibidas são mais curtas, objetivas, sem nunca envolver informações sobre desastres aéreos ou violência.

De acordo com portal norte-americano View From the Wing, a manutenção do canal envolve vários custos que não estão sendo compensados pela movimentação atual e não valem investimentos de médio e longo prazo. As principais despesas são os pagamentos aos aeroportos (pelo menos US$ 150.000 por ano para um único grande aeroporto), além do custo das telas de vídeo e da conectividade para as transmissões.

“Ter que dizer adeus a uma marca tão amada não é fácil. Eu quero agradecer aos nossos amigos e colegas que contribuíram para o sucesso e celebrar o fato de que, por 30 anos, a CNN Airport Network manteve milhões de passageiros informados”, declarou Zucker.

Fabio Farias
Jornalista e curioso por natureza. Passou um terço da vida entre aeroportos e aviões. Segue a aviação e é seguido por ela.

Veja outras histórias