Com 145 nacionalidades a bordo, voo da Emirates entra para o Livro dos Recordes

Para celebrar o poder da diversidade nos Emirados Árabes Unidos, a Emirates realizou o histórico voo EK2019, uma iniciativa sem precedentes em que um gigante Airbus A380 decolou com mais de 540 pessoas de 145 nacionalidades diferentes. O voo entrou para o Livro dos Recordes.

EK2019

O voo celebrou, em estilo único, o 48º ano desde a independência emiradense, batizado de “Ano da Tolerância”. Ele recebeu passageiros de diferentes origens, etnias, religiões e culturas e incluiu famílias e crianças e funcionários do Emirates Group. Os passageiros foram incentivados a vestir trajes que remetessem a seus países e, durante o voo, suas roupas coloridas se tornaram uma peça vibrante em homenagem a suas diferentes heranças e tradições.

Sua Alteza Sheikh Ahmed bin Saeed Al Maktoum, Presidente e CEO da Emirates Airline & Group, disse: “Os Emirados Árabes Unidos se tornaram um símbolo notável de tolerância e convivência, acolhendo pessoas de mais de 200 nacionalidades e origens, vivendo juntas em solidariedade e harmonia. De fato, é a diversidade de cidadãos e residentes dos Emirados Árabes Unidos que nos une e nos fortalece através do respeito mútuo e da abertura de pontes de diálogo comum, e o voo de hoje é uma celebração desse espírito que faz parte da nossa vida cotidiana. aqui nos Emirados Árabes Unidos”.

Na cabine

O EK2019 foi comandado pelos pilotos Abbas Shaban e Sheikh Saeed Al Maktoum, nacionais dos Emirados Árabes Unidos, e pela primeiro-oficial Karin Arning, da Alemanha.

A 22 tripulantes de cabine do voo EK2019 vieram de 18 países e foram liderados por Jafar Hamad, um nacional dos Emirados. Em média, cada voo da Emirates leva comissários de até 15 nacionalidades diferentes. Enquanto isso, a média de nacionalidades a bordo, juntando passageiros e comissários, chega a 50.

Rota do voo – Fonte FR24

Com essa ação, a companhia aérea tentou dar as boas-vindas ao maior número possível de nacionalidades a bordo para uma viagem especial por todos os sete emirados. Após o check-in, os passageiros foram recebidos pela tripulação da Emirates e convidados a tirar fotos da lembrança para marcar o evento especial. 

Os passageiros também puderam escrever seus nomes e desejos para o Ano da Tolerância em um mural de mensagens especial. Antes do embarque, um selo personalizado para marcar esse voo especial era colocado em cada cartão de embarque como lembrança adicional para os passageiros.

EK2019 Emirates

Emirates 2019 no Livro dos Recordes

Uma vez a bordo e pronto para decolar, o conteúdo especial do Ano de tolerância estava disponível no ICE, o sistema de entretenimento, para visualização por todos os passageiros. Pouco antes da descida, um Juiz Oficial do GUINNESS WORLD RECORDS ™, que estava a bordo para verificar a contagem de nacionalidades, anunciou oficialmente um novo título do GUINNESS WORLD RECORDS para a maioria das nacionalidades em uma aeronave.

Por sua parte, Talal Omar, Diretor do GUINNESS WORLD RECORDS ™ disse: “Parabenizamos tanto os Emirados Árabes Unidos quanto a Emirates Airline por fazer história hoje. Essa conquista reflete o desejo de espalhar o espírito de tolerância e mostrar a imagem real da moderação. Os Emirados Árabes Unidos sempre foram um lugar de paz e convivência para pessoas de diferentes origens, independentemente de religião, etnia ou gênero. É inspirador ver todas essas pessoas se unindo para criar um ambiente que celebra a diversidade e a compreensão. Parabéns Emirates Airline, você é oficialmente incrível™”.

Emirates

Quando os passageiros desembarcaram, eles receberam certificados de participação na ação histórica. Uma cerimônia foi realizada em frente à aeronave para marcar o recorde, e uma foto de grupo com todos os 541 passageiros foi tirada em frente ao A380.

Durante a campanha, mais de 30.000 pessoas nos Emirados Árabes Unidos registraram interesse em fazer parte dessa iniciativa especial.

Carlos Ferreira

É profissional de marketing e pesquisador de temas relacionados à aviação há quase duas décadas. Leva a câmera fotográfica para onde vai e faz mais fotos de aviões do que dos passeios. Responsável pela linha editorial da revista eletrônica AEROIN.net.