Com avião já a 160 km/h, piloto é avisado que não estava na pista de decolagem

Airbus A330-300 da Turkish – Imagem: Victor / CC BY-NC-ND 2.0, via Flickr

Um grave incidente de tentativa de decolagem fora da pista foi registrado uma semana atrás, quando o piloto de um Airbus A330 foi avisado sobre o engano quando estava correndo a cerca de 160 km/h na aceleração.

Segundo o reporte do The Aviation Herald, o avião envolvido foi o Airbus A330-300 registrado sob a matrícula TC-JNI, operado pela Turkish Airlines, quando estava partindo no voo de número TK-30, agendado para o dia 6 de agosto e partindo na madrugada do dia 7 de agosto.

Os pilotos do voo de Newark, nos EUA, para Istambul, na Turquia, foram autorizados a decolar da pista 22R a partir da interseção com a taxiway (via de taxiamento) W, mas eles cruzaram a pista 22R e alinharam o Airbus A330 na taxiway P, que fica paralela à pista.

Com a autorização de decolagem já dada, a corrida foi iniciada na taxiway, até que o controlador de tráfego aéreo da torre notasse o engano e cancelasse a autorização, avisando à tripulação que eles estavam acelerando na pista de taxiamento P.

A imagem a seguir mostra a região e a direção em que o Airbus A330 começou a corrida:

Os pilotos rejeitaram a decolagem com cerca de 90 nós (160 km/h) em relação ao solo, diminuíram a aeronave de volta à velocidade de taxiamento e foram então encaminhados até o ponto de espera da pista 11, onde a aeronave ficou por cerca de 45 minutos para que os freios esfriassem.

A aeronave foi posteriormente instruída a voltar até a pista 22R, de onde finalmente partiu, uma hora após a decolagem rejeitada na taxiway P.

Segundo relato de um passageiro, o avião estava acelerando em uma pista de taxiamento entre as pistas 22R e 22L logo após a meia-noite, quando a tripulação rejeitou a decolagem e o comandante, posteriormente, anunciou que o havia feito por um problema mecânico.

Ele também descreveu que serviços de emergência permaneceram próximos à aeronave de prontidão o tempo todo, até o taxiamento para a decolagem na pista 22R.

Atualização: ouça como foi a comunicação entre o piloto e o controlador de tráfego aéreo durante o incidente, clicando aqui ou no título a seguir:

Murilo Bassetohttp://www.aeroin.net
Formado em Engenharia Mecânica e Pós-Graduando em Engenharia de Manutenção Aeronáutica, possui mais de 6 anos de experiência na área controle técnico de manutenção aeronáutica.

Veja outras histórias