Com a crise, jatos MD-11F ganham tempo extra na Lufthansa, e companhia quer mais 777F

Receba as notícias em seu celular, acesse o canal AEROIN no Telegram.

Após anunciar recentemente a aceleração da aposentadoria do clássico modelo MD-11F, a Lufthansa agora está alterando os planos e aumentando a previsão de uso de cargueiros em sua frota.

Avião McDonnel Douglas MD-11F Lufthansa Cargo
MD-11F da Lufthansa – Imagem: Russell Lee [CC]

A divisão de cargas da empresa alemã, a Lufthansa Cargo, conta com seis unidades do trijato McDonnel Douglas MD-11F, que seriam retirados de operação até dezembro deste ano de 2020. O anúncio havia sido feito há poucos meses, em meio à recessão econômica que começava a se avizinhar da Europa.

Agora, porém, apesar de uma previsão de agravamento da situação econômica do mundo todo por conta dos desdobramentos da pandemia do coronavírus, com falência de muitas empresas e alta no desemprego, o mercado de cargas deve continuar se beneficiando. Isso porque a forte queda do número de aviões de passageiros, que antes levavam muita carga nos porões, gera uma enorme demanda por voos cargueiros dedicados.

Segundo informações obtidas pelo portal alemão aero.de, a continuidade das operações com o MD-11F agora é “muito provável” para além da virada de ano.

O site alemão também revela que o novo cenário faz com que a Lufthansa queira trocar entregas do novo Boeing 777X. A companhia estaria negociando com a fabricante norte-americana um atraso no recebimento do modelo de passageiros em troca de adiantar a chegada de cargueiros 777F.

Avião Lufthansa Cargo 777F
Boeing 777F da Lufthansa

Os jatos MD-11F atualmente em uso na Lufthansa Cargo são os das matrículas listadas a seguir (clique sobre cada um deles para ver seus voos no FlightRadar24):

No Brasil, eles podem ser vistos frequentemente no aeroporto de Viracopos, em Campinas/SP, e no Afonso Pena, que atende a Curitiba/PR, onde operam voos regulares, além de outros voos esporádicos em mais algumas cidades.

Veja nas matérias abaixo mais alguns casos recentes de companhias que estão reativando aviões cargueiros, incluindo os grandes Jumbos Boeing 747, pelo mesmo motivo da Lufthansa.

Receba as notícias em seu celular, acesse o canal AEROIN no Telegram.

Murilo Bassetohttp://www.aeroin.net
Formado em Engenharia Mecânica e Pós-Graduando em Engenharia de Manutenção Aeronáutica, possui mais de 6 anos de experiência na área controle técnico de manutenção aeronáutica.

Veja outras histórias

Airbus programa 1.000 voos com seu protótipo de aeronave de asas...

0
Ampliada em fevereiro de 2021, a ALBATROSS é uma iniciativa dos principais grupos e partes interessadas da aviação europeia liderados pela Airbus