Com falta de cargueiros, DHL aluga aviões de passageiros para levar encomendas

Com a falta de aviões cargueiros para realizar os voos, duas empresas alemãs uniram o útil ao agradável e fecharam uma parceria inédita.

Divulgação – DHL/Condor

A parceria foi fechada entre a Condor e a DHL, duas empresas alemães de destaque, mas que tiveram trajetórias opostas durante a pandemia. A primeira opera apenas voos de passageiros e estava prestes a ser comprada pela polonesa LOT, que a salvaria do fim, após a falência do seu antigo dono, a operadora turística Thomas Cook.

Com o coronavírus a compra pela polonesa foi suspensa e a Condor precisou recorrer ao governo alemão para se sustentar. Uma das maneiras para manter seu negócio em pé foi começar a levar carga nos aviões de passageiro, inclusive na cabine principal.

Hoje em dia, dos seus 16 jatos 767, 14 deles estão operando voos de carga adaptados. E foi aí que a DHL, que viu sua demanda disparar com as fronteiras fechadas e a suspensão de muitos voos de passageiros, encontrou uma oportunidade.

As empresas entraram em um acordo para que quatro jatos Boeing 767-300ER da Condor voem exclusivamente para a DHL. Eles foram, inclusive, realocados de Frankfurt para Leipzig, de onde voarão para a Irlanda, Itália e Colônia. O contrato irá durar até maio mas pode ser estendido, inclusive para poder transportar futuramente a vacina contra o Coronavírus.

Carlos Martins
Fascinado por aviões desde 1999, se formou em Aeronáutica estudando na Cal State Long Beach e Western Michigan University. Atualmente é Editor-Chefe no AEROIN, Piloto de Avião, membro da AOPA, com passagem pela Avianca Brasil. #GoBroncos #GoBeach #2A

Veja outras histórias

Lote de mais 5 milhões de doses da vacina do Butantan...

0
Uma nova remessa de matéria-prima da fábrica da biofarmacêutica Sinovac Life Sciences para o Instituto Butantan chegou na manhã de ontem