Início Empresas Aéreas Com frota 100% de aviões widebody, Emirates mostra como cuida dos gigantes...

Com frota 100% de aviões widebody, Emirates mostra como cuida dos gigantes fora de serviço

Enquanto o mundo deseja viajar novamente, conhecer e abraçar entes queridos, buscar novas aventuras e fechar esses negócios, a Emirates segue protegendo e preparando a maior frota composta 100% por aviões widebody (corpo largo) do mundo para retornar para os céus.

Emirates Frota Estacionada Aviões A380 777
Imagem: Emirates

A parada repentina de tantos aviões pode ter sido assustadora por nunca ter acontecido antes, mas a Emirates Engineering, divisão da companhia aérea e uma das instalações de manutenção de aeronaves mais tecnologicamente avançadas do mundo, manteve tudo sob controle.

Ahmed Safa, vice-presidente sênior de divisão da Emirates em Engenharia, disse: “A Emirates se move para um ritmo diferente – onde os mais altos padrões são absolutamente fundamentais para todo o ritmo organizacional. Tudo o que fazemos é feito para garantir a melhor experiência do cliente e as pessoas se sentindo seguras e tranquilizadas enquanto voam conosco.

“Essa filosofia também se estende à nossa equipe de engenharia e a como mantemos e protegemos nossa frota multibilionária com o maior número mundial de Airbus A380 e Boeing 777. Não apenas cobrimos nossos motores, mas temos um abrangente programa de estacionamento e reativação de aeronaves que segue rigorosamente as diretrizes e manuais de manutenção dos fabricantes, e temos nossos próprios padrões e protocolos aprimorados.

“Também temos o desafio invejável de uma frota composta 100% por widebodies, sendo 115 A380 e 155 B777, e os sistemas e aviônicos mais sofisticados do setor. Enquanto uma aeronave narrowbody (corpo estreito) exige apenas cerca de 3 a 4 funcionários trabalhando por oito horas ou mais para cobri-la, nossas aeronaves precisam de 4 a 6 funcionários trabalhando em um turno de 12 horas. E tomar precauções extras, mantendo o distanciamento social, adiciona um toque interessante ao processo.”

A frota estacionada

Das 270 aeronaves em sua frota, a Emirates havia inicialmente estacionado e coberto 218 jatos – 117 no aeroporto Dubai World Central e 101 no aeroporto internacional de Dubai – que envolveram mais de 15.500 horas-homem de trabalho.

Agora, já são cerca de 75 aeronaves da Emirates, tanto de passageiros quanto de cargueiros, que estão cruzando o planeta transportando pessoas em repatriação e carga em missões essenciais. Estes continuam a ser mantidos de acordo com os procedimentos operacionais padrão. Algumas aeronaves estão em manutenção pesada programada nos hangares da Emirates Engineering.

Aeroporto Dubai Vista Aérea

Protegendo a frota e sistemas aviônicos ultra-sensíveis

Todas as aberturas através das quais os fatores ambientais – areia, sujeira, água, pássaros e insetos – podem adentrar sistemas de uma aeronave são cobertas e vedadas.

Isso inclui motores e sondas de dados aéreos, como pitot, estática, temperatura, sensores de ângulo de ataque, além de entradas e saídas de ar do motor e entradas e saídas de ar da APU (unidade auxiliar de potência).

Os interiores – sejam equipamentos de cabine, assentos ou equipamentos de entretenimento a bordo – também são protegidos. Os sistemas de água potável e os tanques de combustível de aeronaves são preservados e os sistemas de motores e APU são protegidos.

O processo também envolve a lubrificação, limpeza e preservação do trem de pouso e sistemas de controle de voo. A equipe desliga todos os interruptores do cockpit, desconecta as baterias e instala travas das alavancas de controle e capas das janelas.

Verificações de rotina

Após concluir os trabalhos de proteção e preservação, a equipe realiza verificações periódicas em intervalos de 7, 15 e 30 dias em toda a frota. Isso pode incluir inspeções simples para garantir que todas as coberturas estejam no lugar e que não haja danos visíveis ou vazamentos externos.

Já as verificações complexas incluem a remoção das coberturas e a reativação dos sistemas das aeronaves, o acionamento dos motores em marcha lenta e os sistemas de controle de ar sangrado do motor e de controle de voo.

Reativando a frota

Ahmed Safa disse: “Precisamos de 4 a 5 funcionários dedicados e pelo menos 18 a 24 horas para colocar uma de nossas aeronaves novamente em serviço. Nossos clientes e funcionários mal podem esperar para ver nossos majestosos A380 e nossos poderosos 777 enfeitando os céus novamente, operando nossos horários normais e encantando os viajantes em todo o mundo.”

Informações oficiais da Emirates

Receba as notícias em seu celular, acesse o canal AEROIN no Telegram e nosso perfil no Instagram.