Início Empresas Aéreas Com nova certificação, a South African Airways anuncia que está de volta

Com nova certificação, a South African Airways anuncia que está de volta

Airbus A330-200 da SAA – Imagem: Alan Wilson / CC BY-SA 2.0, via Wikimedia Commons

A companhia aérea South African Airways (SAA) anuncia que deu mais um passo significativo para retomar as operações, ao receber uma licença de operação renovada pelo regulador, a Autoridade de Aviação Civil da África do Sul, sob a supervisão do Comandante Sakhile Reiling, Executivo Provisório de Operações da SAA.

O CEO interino da companhia, Thomas Kgokolo, comentou a boa nova:

“Este é um desenvolvimento importante, pois a SAA se prepara para voltar aos céus em apenas algumas semanas. Em nossa sede no Airways Park, em hangares e terminais em todo o país, nossa equipe está trabalhando arduamente para concluir as fases preparatórias finais antes de fazermos um anúncio oficial sobre a data exata da decolagem.

“Embora reconheça que há frustração com o atraso na confirmação desta data, todos nós da SAA precisamos ter certeza de que os componentes vitais em um processo muito complicado e multifacetado estão funcionando perfeitamente antes de começarmos. Estou confiante de que seremos capazes de fazer esse anúncio em breve.”

À medida que a South African acelera a sua prontidão, o CEO também confirmou que todos os pilotos de gestão e especialistas já foram nomeados e que os pilotos que formarão o núcleo de cockpit da frota foram definidos e os processos para os trazer a bordo serão concluídos nas próximas duas semanas.

Thomas complementa: “Mais uma vez quero agradecer a todos os nossos pilotos, aos que permanecem e aos que partem, pelo serviço que prestam e têm prestado à SAA, colocando sempre a segurança e o profissionalismo em primeiro lugar, o que fez da SAA uma das companhias aéreas mais admiradas no mundo.”

Na semana anterior, a SAA já havia especificado que estava no caminho para retomar as operações e que o foco inicial será em voos de carga antes de introduzir um serviço completo de passageiros.

Dando uma atualização abrangente sobre o progresso feito desde que saiu da recuperação judicial em abril, o CEO também confirmou que a subsidiária da SAA, Mango Airlines, entrará em recuperação e está recebendo prioridade máxima com consultas intensas em andamento com todas as principais partes interessadas.

Segundo Thomas, a decisão do governo de reduzir o bloqueio de Covid-19 ao Nível 3 facilitou o processo de retomada dos voos: “Neste momento, estamos nos reunindo com todos os nossos principais parceiros, colocando em prática os retoques finais e espero que possamos fazer um anúncio sobre os voos de passageiro nas próximas semanas.”

Informações da South African Airways

Sair da versão mobile