Início Aviação Executiva Comandante se enrola ao tentar explicar presença de droga em avião detido...

Comandante se enrola ao tentar explicar presença de droga em avião detido em Fortaleza

A apreensão de mais de uma tonelada de droga em um jatinho particular de bandeira turca chamou a atenção hoje (4) em Fortaleza, mas a explicação do comandante também. Um vídeo, gravado pela Polícia Federal, mostra que “ninguém sabia de nada” a bordo do jato, apesar das enormes malas recheadas de material ilícito.

Comandante tenta explicar sobre a droga, no vídeo que você assiste abaixo

O jato, de matrícula TC-GVA, é um Gulfstream G-IV que inclusive já foi do governo turco (como mostra a foto mais abaixo), servindo para transporte de autoridades, mas hoje é propriedade da empresa privada e especializada em voos fretados ACM Airlines.

Ao que consta do registro dos rastreadores de voos, essa foi a primeira visita do jato ao Brasil, que chegou em Fortaleza, foi para Ribeirão Preto e permaneceu pouco tempo no interior paulista, retornando horas depois para o Ceará, de onde seguiria novamente para a Europa – com destinos a Lisboa e Bruxelas.

No entanto, antes de sair de Fortaleza o jato foi apreendido pela Polícia Federal, e o vídeo da abordagem tem ganhado repercussão na internet, sobretudo a parte em que mostra o comandante tentando explicar sobre a bagagem, que segundo ele é “item pessoal” do passageiro e que “ele não tem nada a ver com isso”.

Por sua vez, o passageiro ao lado, de nacionalidade espanhola, segundo a PF, também tenta se explicar e nega que a bagagem seja sua. Ele tenta não seguir as ordens dos policiais e abrir outra bagagem, mas o policial insiste até que ele cede e abre.

Logo após a abertura da mala, é feito um teste que visa a verificar a presença de cocaína – o resultado “azul turquesa” aponta para a presença da droga. Após o resultado, o comandante e o passageiro ficam sem palavras, enquanto a comissária ao fundo fica de braços cruzados e estarrecida com a cena.

Assista abaixo ao vídeo.

Segundo pessoas próximas da operação, o comandante e o passageiro que aparecem no vídeo teriam assumido a responsabilidade pela droga, com o restante da tripulação sendo liberada. A Polícia Federal ficou de dar mais detalhes do caso ainda hoje e no decorrer da investigação.

O fato do jato ter chegado no final do dia em Ribeirão Preto, parado num hangar privado e partido de madrugada teria ligado o alerta na Polícia Federal, que já tinha conhecimento e feito apreensões na rota de drogas para a Europa, onde jatos executivos são abastecidos no interior paulista, fazem uma escala no Nordeste antes de seguirem para Portugal ou outros países.

Fascinado por aviões desde 1999, se formou em Aeronáutica estudando na Cal State Long Beach e Western Michigan University. Atualmente é Editor-Chefe no AEROIN, Piloto de Avião, membro da AOPA, com passagem pela Avianca Brasil. #GoBroncos #GoBeach #2A
Sair da versão mobile