Início Variedades Comissária chama mãe de nojenta por ela estar amamentando a bordo

Comissária chama mãe de nojenta por ela estar amamentando a bordo

Uma comissária de bordo da American Airlines teria dito a uma mãe que ela era nojenta, pelo fato de ela estar amamentando seu filho a bordo durante o embarque de um voo nos Estados Unidos. Entenda o caso a seguir.

Airbus A321 American Airlines – Imagem: Alan Wilson / CC BY-SA 2.0, via Wikimedia Commons

A situação aconteceu em um voo regular que partiu de Dallas, no Texas, para Atlanta, na Geórgia, no qual a passageira Akeia Escobar, de Marietta, também na Geórgia, foi exigida a cobrir parte de seu seio enquanto amamentava seu filho.

Segundo a passageira relatou em um post no Facebook, com uma foto da comissária, ela não cobriu seu seio porque seu filho estava se amamentando e, com isso, seu mamilo não estava visível às pessoas. Em uma atitude para cobrir o seio, Akeia descreve que a comissária teria jogado uma toalha de papel em cima do rosto da criança. Na sequência, enquanto ela se afastava da tripulante, a mesma teria pronunciado que ela era “disgusting”, ou “nojenta”.

Ainda no post do Facebook, ela relata que se sentiu envergonhada e desrespeitada, especialmente por conta da comissária da American Airlines ter jogado um objeto no rosto de seu filho.

“Voar com um bebê é estressante o suficiente sem ter que se preocupar com uma comissária que vai contra não apenas a política de amamentação aberta da empresa, mas também as leis de amamentação do Texas”, descreveu Akeia Escobar.

Ao fim do voo, a mulher pediu o nome da comissária para fazer uma reclamação, mas a informação foi negada pela própria e por outros funcionários da companhia abordados. A tripulante ainda teria ameaçado a mãe, dizendo que chamaria a segurança para retirá-la da aeronave.

Depois que Akeia Escobar denunciou a comissária através do departamento de proteção de marca da American Airlines, a companhia entrou em contato com ela, para oferecer um voucher no valor de US$ 125 para cada pessoa que estava junto a ela no voo.

A American ainda disse que todos os comissários de bordo serão lembrados de que mães podem amamentar seus filhos a bordo da aeronave. Um porta-voz da companhia emitiu uma nota após a ocorrência dizendo:

“Levamos este relato a sério e o estamos examinando com nossa equipe. Esta não é a experiência que queremos que nenhuma mãe tenha enquanto voa conosco, e contatamos a Sra. Escobar para nos desculpar e saber mais sobre o que aconteceu.”

Apesar do posicionamento da companhia, Akeia ainda criticou: “Eu disse que não pretendo voar com a American novamente. Estou mais interessada no que seria feito com a comissária de bordo, porque se eu jogasse uma toalha de papel nela, eu teria sido desembarcada e presa. Disseram-me que seu gerente de voo foi notificado e o que acontece depois disso é confidencial. Parece que ela vai ouvir ‘não faça isso de novo’ e vai ser só isso.”

Leia mais:

Sair da versão mobile