Comissária de bordo perde a consciência após bater a cabeça em voo com turbulência

Foto ATR

Uma comissária de bordo da Air New Zealand precisou ser socorrida após bater a cabeça e ficar desacordada durante uma turbulência. O acidente ocorreu no dia 7 de outubro, durante um voo regional de Wellington para Christchurch, uma distância pouco superior a 400 km, a bordo de um ATR-72, como o da foto acima.

Segundo relatos colhidos pelo jornal neozelandês Stuff, duas comissárias tiveram dificuldades de se movimentar durante uma turbulência repentina, pouco tempo depois da decolagem. Foram solavancos bruscos, mas de curta duração. Um passageiro informou o jornal que viu quando uma das atendentes de bordo estava com a mão atrás da cabeça, reclamando de muita dor.  

A comissária sentou-se, dizendo que estava se sentindo melhor e se levantou novamente. Cerca de 10 minutos depois, ela desmaiou na parte traseira do avião, apurou o jornal com testemunhas. “Um cara na minha frente deu um pulo e ajudou o outro comissário a colocá-la sentada”, disse um dos passageiros à reportagem.

Os passageiros e demais tripulantes atuaram para reanimar a comissária e a cuidaram até a chegada no Aeroporto de Christchurch. Todo o voo durou cerca 55 minutos. Após o pouso, paramédicos subiram a bordo e regataram a comissária, antes de liberarem a saída dos demais passageiros. A Air New Zealand não quis informar o estado de saúde da funcionária.

De acordo com o portal Paddle Your Own Kanoo, o Comitê de Investigação de Acidentes de Transporte Aéreo da Nova Zelândia ainda não abriu averiguação para o incidente. De qualquer maneira, o ocorrido ilustra muito bem a importância de manter o cinto de segurança afivelado a todo o momento durante um voo. No caso dos comissários, nem sempre eles conseguem, pois precisam assegurar a cabine, mas para os passageiros é uma medida de segurança fundamental.

Fabio Farias
Jornalista e curioso por natureza. Passou um terço da vida entre aeroportos e aviões. Segue a aviação e é seguido por ela.

Veja outras histórias