Comissário de bordo dos Emirados é preso por não conseguir pagar empréstimo ao banco

Receba as notícias em seu celular, acesse o canal AEROIN no Telegram e nosso perfil no Instagram.

Um comissário de bordo da Etihad Airways está enfrentando pena de prisão após seus investimentos em criptomoedas derreterem e ele não poder mais pagar o empréstimo que havia contraído.

O agora ex-comissário de bordo da Etihad Airlines pode pegar até três anos de prisão nos Emirados Árabes Unidos por não poder pagar as parcelas de um empréstimo de US$ 100.000 que ele contratou para investir em criptomoedas. Ele está detido preventivamente.

Segundo o Paddle Your Own Kanoo apurou, ele perdeu o emprego na Etihad devido à pandemia e não pode mais pagar as parcelas mensais de aproximadamente US$ 2.230. No entanto, ele é obrigado a reembolsar o Banco Islâmico dos Emirados em cerca de US$ 127.000 até o final de 2021. 

Segundo o Coin Telegraph, especializado em cripto-moedas, a história do comissário se tornou pública em 2018, embora ele usasse um codinome de Crypthomie numa rede social. Segundo o veículo, o comissário fez o empréstimo em 18 de dezembro de 2017, no mesmo dia em que o Bitcoin atingiu seu recorde histórico de quase US$ 20.000. 

Depois de menos de um ano, ele relatou uma perda de 85% em seus investimentos digitais em outras moedas virtuais como Neo, Stellar, Litecoin, Ethereum e “algumas porcarias que perderam 95% do seu valor”, reportou o site.

Ele chegou a postar numa rede social uma cópia do extrato de parcelas a pagar no banco, junto com os dizeres: “Aqui está minha prestação bancária relacionada ao empréstimo que tomei para investir em criptomoeda. Ainda faltam 3 anos e meio até que eu seja libertado disso. Até então, estou trabalhando para nada e estou com 85% de perda. Espero que isso dê uma lição”.

Na cadeia

Ao contrário de muitos outros países, os Emirados Árabes Unidos tratam a dívida como uma questão criminal e não civil. Se alguém não puder fazer os pagamentos mensais, poderá ser condenado a até três anos de prisão e, possivelmente mais se o empréstimo não for pago. 

Receba as notícias em seu celular, acesse o canal AEROIN no Telegram e nosso perfil no Instagram.

Carlos Ferreira
Managing Director - MBA em Finanças pela FGV-SP, estudioso de temas relacionados com a aviação e marketing aeronáutico há duas décadas. Grande vivência internacional e larga experiência em Data Analytics.

Veja outras histórias