Comissário de bordo é preso acusado de facilitar consumo de drogas em Dubai

Receba essa e outras notícias em seu celular, clique para acessar o canal AEROIN no Telegram e nosso perfil no Instagram.

Um comissário de bordo espanhol está detido em Dubai, nos Emirados Árabes Unidos, há mais de 6 meses, acusado de facilitar o uso de drogas de dois homens não identificados. Eles foram abordados por violar uma regra local de segurança contra o coronavírus e acabaram sendo flagrados com os entorpecentes em posse.

Dubai – Imagem: Caleb Whiting / CC0, via Wikimedia Commons

O fato aconteceu em junho de 2020, quando os dois homens foram parados em uma barreira de segurança contra a propagação da COVID-19 por estarem violando a regra local de reclusão.

Os policiais que agiram na barreira, ao conversar com a dupla, suspeitaram que ambos estavam sob influência de drogas e decidiram realizar uma revista, na qual foram encontradas seringas e drogas não especificadas sob posse dos infratores do toque de recolher da região de Jumeirah Beach, em Dubai.

O flagrante levou ambos os usuários de drogas a serem detidos no centro de detenção Al Barsha, onde um exame de urina comprovou que eles haviam usado uma droga chamada de Crystal Meth, uma espécie de metanfetamina.

O comissário de bordo referendado acima entra na história quando, durante a audiência preliminar no Tribunal de Primeira Instância de Dubai, o policial que prendeu a dupla afirmou que ambos alegaram que o comissário espanhol havia fornecido o número de um traficante de drogas marroquino para que pudessem comprar os entorpecentes.

No dia seguinte à audiência, a polícia árabe conseguiu um mandado de busca e invadiu o apartamento do comissário espanhol, mas não encontrou nenhum vestígio de drogas no local ou em seu carro, que também foi revistado. Até hoje não foi revelado em que empresa aérea ele atuava, mas sabe-se que a base dele era Dubai.

Além da revista em sua residência e no seu carro, um exame de urina mostrou que o comissário não tinha nenhum sinal de consumo de drogas em seu organismo, mas mesmo assim ele foi detido e permanece sob custódia até hoje acusado de facilitar o consumo de drogas no território árabe.

O traficante referido pelos acusados também foi preso, e até por esse fato, é provável que existam mais provas do envolvimento do comissário. Segundo o Paddle Your Own Kanoo, o que foi divulgado até o momento é que a acusação de participação do comissário espanhol se resume ao relato dos dois homens presos em flagrante portando as drogas.

Não há previsão sobre quando um veredito será emitido, mas a expectativa é de que não haverá uma conclusão desse caso ao menos até fevereiro de 2021.

Claudio Brito
Apaixonado por aviação desde o berço como filho de comissário de bordo, realizou o sonho de criança se tornando comissário em 2011 e leva a experiência de quase 10 anos no mercado da aviação. Formado Trainer em Programação Neurolinguística, conseguiu unir suas duas paixões, comunicação e aviação.

Veja outras histórias

Guarulhos receberá a visita do Antonov 124, segundo maior avião de...

0
Ao que tudo indica, chegou a vez de Guarulhos receber uma visita especial do segundo maior avião civil de carga do mundo, o Antonov AN-124