Comissários de voo irados após American Airlines lhes pedir para pular refeições

A American Airlines enviou um memorando aos seus comissários de bordo na segunda-feira passada (3) com o nome “Momentos que importam”, em que os incentiva a se esforçarem para evitar todo o tipo de atraso que possa atrasar as decolagens dos voos.

Até aí, normal, mas um pedido provocou indignação: a sugestão de que os comissários pulem as refeições, caso necessário, principalmente os que ficam de plantão, disse o The Dallas Morning News.

Na carta, vista na íntegra pelos jornalistas, a American diz: “Você pode não ter tempo de parar e pegar comida, etc. no caminho para o avião – especialmente se você for chamado no último minuto, então tenha isso em mente. Vá diretamente para a aeronave se for chamado; não pare para comer, a menos que você tenha bastante tempo e isso não irá atrasá-lo no cumprimento de suas obrigações de pré-voo e embarque”.

A Associação de Comissários de Voo Profissionais da American Airlines (APFA), emitiu um comunicado formal aos seus associados, em resposta ao memorando da empresa aérea. A réplica indignada dos sindicalistas fazia menção direta à carta, dizendo que “agora parece que pular as refeições e monitorar os padrões de tráfego deveria ser nosso novo normal”.

“A American Airlines parece ter esquecido que os comissários de bordo passam a maior parte do tempo com nossos clientes. Os comissários de bordo têm feito um excelente trabalho ao dar as boas-vindas aos novos viajantes, que constituem uma boa parte de nossa receita, ao mesmo tempo em que tentam manter um ambiente de cabine seguro. É hora de sermos reconhecidos por nosso trabalho e nossos sacrifícios, em vez de receber uma comunicação insensível nos pedindo para pular uma refeição durante o serviço”, continua.

“É hora da American Airlines tratar os comissários de bordo com dignidade e reconhecer os sacrifícios que fizemos para restaurar a lucratividade da empresa”, conclui a APFA.

Em que pese a necessidade de manter o horário dos voos, é mais importante lembrar que as pessoas precisam estar bem alimentadas para prestarem um bom trabalho, afinal, o ditado antigo já dizia que “saco vazio não para em pé”.

botão de compartilhamento do facebook
Carlos Ferreira
Managing Director - MBA em Finanças pela FGV-SP, estudioso de temas relacionados com a aviação e marketing aeronáutico há duas décadas. Grande vivência internacional e larga experiência em Data Analytics.

Veja outras histórias