Como identificar se você está viajando em um Boeing 737 MAX

Receba as notícias em seu celular, clique para acessar o canal AEROIN no Telegram e nosso perfil no Instagram.

A liberação da ANAC para a volta das operações do avião Boeing 737 MAX trouxe um alívio enorme para a fabricante do modelo e as empresas aéreas que o têm em suas frotas. Para os passageiros, entretanto, a opinião é dividida. Enquanto alguns não querem voar no jato, outros não veem a hora de embarcar.

Boeing 737 MAX da GOL – Imagem: Nathan Coats / CC BY-SA 2.0, via Wikimedia Commons

Os mais de 600 dias de proibição de voo foram extremamente prejudiciais para as empresas que tinham, e ainda têm, em suas frotas esse modelo de aeronave, mais sustentável, com maior autonomia e menos gasto de combustível, como grande esperança de escalabilidade no futuro.

Porém, após a liberação, as empresas passam a enfrentar outro entrave decorrente dos problemas ocorridos no passado: se por um lado alguns fazem questão de voar no jato, por outro existe falta de confiança de uma parte dos passageiros na aeronave, o que é plenamente normal.

Algumas empresas aéreas, como a American Airlines, retiraram o nome “MAX” dos cartões de emergência que ficam na aeronave, mas o passageiro ainda consegue ver a informação no sistema de compra de passagens. A Gol Linhas Aéreas, única detentora do 737 MAX no Brasil, renomeou sua frota para 737-8.

Olhe para o nariz

Então, como saber se você voará em um 737 MAX em sua próxima viagem? Veja a seguir algumas dicas para você identificar o modelo de avião.

Como exposto acima no exemplo da American Airlines, já na reserva do seu voo pode estar especificado o nome e modelo de aeronave que você voará. Caso esteja aparecendo apenas genericamente o modelo do avião como 737, você então poderá identificar apenas na hora do embarque, ao notar o nome do submodelo de aeronave no nariz, na cauda ou nas portas do trem de pouso do avião.

Olhe para as asas

Mas, caso você esteja viajando por uma empresa que não expõe o submodelo de aeronave nem mesmo no avião, como na americana Southwest, você poderá identificar o submodelo, por exemplo, através dos winglets (curvaturas aerodinâmicas presentes nas pontas das asas dos aviões para melhorar o arrasto e a autonomia).

Avião Boeing 737 MAX 8 Gol Linhas Aéreas
Boeing 737 MAX da GOL – Imagem: GOL Linhas Aéreas

Os MAX têm, em sua enorme maioria, winglets bem peculiares que se estendem para cima e para baixo, como na imagem acima do MAX da Gol Linhas Aéreas.

Porém, existem alguns jatos 737 da geração anterior NG que possuem winglets chamados “split scimitar”, que também se dividem para cima e para baixo de forma semelhante ao do MAX. Eles são um pouco diferentes, mas pode haver dificuldade de diferenciação para pessoas não familiarizadas. Assim, faz-se necessário observar mais um detalhe.

Olhe para o motor

O ponto mais peculiar e inalterável dos 737 MAX é que eles usam motor do tipo CFM International LEAP-1B, nos quais você pode identificar na parte traseira da carenagem um acabamento ondulado, como na imagem abaixo. Esta sim é uma característica exclusiva do MAX entre os integrantes da família 737. Todas as outras gerações possuem esta borda traseira reta.

Motor do 737 MAX – Imagem: Boeing

Mas é muito importante ressaltar que a volta das operações do 737 MAX foi muito estudada e testada, e que a liberação da ANAC é um atestado da agência de que é seguro voar a bordo deste avião.

Portanto, se você identificar pelas dicas acima que está embarcando em um exemplar do modelo, é bem provável que você terá um dos voos mais seguros de sua vida, tanto pela recertificação quanto por se tratarem de aviões novinhos, fabricados há pouco tempo.

Receba as notícias em seu celular, clique para acessar o canal AEROIN no Telegram e nosso perfil no Instagram.

Claudio Brito
Apaixonado por aviação desde o berço como filho de comissário de bordo, realizou o sonho de criança se tornando comissário em 2011 e leva a experiência de quase 10 anos no mercado da aviação. Formado Trainer em Programação Neurolinguística, conseguiu unir suas duas paixões, comunicação e aviação.

Veja outras histórias

Boeing 737-300 ex-Transbrasil sai da pista e derrapa até parar na...

0
A aeronave, que estava realizando um voo de carga, ao pousar no aeroporto ultrapassou o limite da pista e foi parar em um gramado.