Início Aeroportos Como num porta-aviões, um toque a arremetida no Santos Dumont visto da...

Como num porta-aviões, um toque a arremetida no Santos Dumont visto da cabine

A arremetida é um procedimento comum e largamente empregado na aviação, tendo como objetivo garantir a segurança do voo em situações nas quais os pilotos julgam que as aproximações para pouso não estão em conformidade com os padrões esperados. Casos em que a aeronave está muito alta, muito veloz, sofre uma tesoura de vento, entre outros, estão entre os fatores que podem resultar numa aproximação frustrada.

No entanto, há lugares em que a decisão precisa ser mais rápida, como é o caso do crítico Aeroporto Santos Dumont, encrustado no centro do Rio de Janeiro, e que tem uma das menores pistas do país em uso por jatos da aviação comercial.

E foi na pista 02R/20L, de apenas 1.323 metros, que o Airbus A320 da LATAM de matrícula PT-MZT arremeteu, resultando no interessante vídeo gravado da cabine que circula nas redes sociais.

Assista ao vídeo abaixo.

No vídeo, que mostra o ponto de vista a partir da cabine, é possível ver que os pilotos tomando a decisão logo após a aeronave encostar no solo, sem perder muito tempo, garantindo uma arremetida segura. O procedimento foi registrado na última segunda-feira (20), durante o voo LA-3123, que cumprindo a Ponte Aérea entre Congonhas e Santos Dumont.

Imagens externas, gravadas pela câmera do canal Aviation TV e que você vê logo abaixo, mostram que o jato chegou a encostar a roda do trem de pouso dianteiro na pista, mas logo depois os pilotos aceleram – momento em que há avisos sonoros na cabine no vídeo anterior – e o avião sai do chão rapidamente.

Com mar por quase todos os lados, o Santos Dumont poderia se assemelhar a um porta-aviões, que também tem uma operação muito crítica para a aviação. No caso dos navios aeródromos, as arremetidas são muito comuns, sobretudo quando o avião não consegue enganchar nenhum dos cabos de arresto que ficam no deck principal. De qualquer forma, essa manobra é treinada à exaustão tanto por pilotos militares quanto civis. Confira abaixo a operação num porta-aviões e comprare:

Fascinado por aviões desde 1999, se formou em Aeronáutica estudando na Cal State Long Beach e Western Michigan University. Atualmente é Editor-Chefe no AEROIN, Piloto de Avião, membro da AOPA, com passagem pela Avianca Brasil. #GoBroncos #GoBeach #2A
Sair da versão mobile