Aéreas do Brasil tiveram prejuízo de R$ 679 milhões no quarto trimestre de 2020

Imagem: DECEA

Ainda sob impactos decorrentes da pandemia da Covid-19 no setor aéreo, o 4º trimestre de 2020 seguiu com retração de demanda das três principais empresas aéreas do setor (LATAM, GOL e AZUL) em relação ao mesmo período do ano anterior. Juntas, as companhias tiveram retração de 47% na oferta de voos.

No período, as companhias tiveram prejuízo líquido de R$ 678,7 milhões, o que corresponde a uma margem líquida negativa de R$ 12,5%, ante prejuízo líquido de R$ 1 bilhão, registrado no mesmo período em 2019.

Em 2020, a receita com passagens representou 78,6% das receitas totais das empresas, com um total de R$ 15,3 bilhões ante R$ 37,6 bilhões no acumulado de 2019.

Os dados apresentados constam das demonstrações contábeis do 4º trimestre das empresas aéreas brasileiras publicadas na página da ANAC. Os números são apresentados pelas empresas brasileiras de transporte aéreo público e divulgadas pela Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC), nesta segunda-feira (14/6), como resultado consolidado do setor.

Fatores e contextos ocorridos no período 

A pandemia provocada pelo novo coronavírus gerou impactos significativos nos resultados da indústria. Na comparação dos dados do mercado doméstico do 4º trimestre de 2020 com o mesmo período de 2019, por exemplo, houve redução de 36% na demanda por transporte aéreo (RPK), de 34,6% na oferta de transporte aéreo (ASK) e de 42,6% na quantidade de passageiros pagos transportados.

As receitas de carga e mala postal também apresentaram redução no mesmo período apurado, de 0,3%, passando de R$ 1,891 bilhão em 2019 para R$ 1,886 bilhão em 2020.

Em decorrência da redução de voos operados no 4º trimestre do ano em referência, houve uma queda de 30% dos custos e despesas operacionais do transporte aéreo, que passou de R$ 42,5 bilhões em 2019 para R$ 29,7 bilhões em 2020. Destacam-se os custos com combustíveis, que representaram 29,1% em 2019 e, em 2020, passaram a representar 18,9%.

Metodologia Demonstrações Contábeis

Em cumprimento à Resolução nº 342/2014, as empresas brasileiras de transporte aéreo público com participação de mercado relevante devem apresentar as suas demonstrações contábeis à ANAC. As demonstrações contábeis trimestrais devem ser apresentadas pelas empresas com participação igual ou superior a 1% em termos de passageiros quilômetros pagos transportados (RPK) doméstico ou internacional. Já as anuais devem ser apresentadas por aquelas com participação igual ou superior a 1% do RPK ou das toneladas quilômetros pagos transportados (RTK) no mercado doméstico ou internacional.

As demonstrações contábeis correspondentes aos demais trimestres de 2020 e períodos anteriores estão disponíveis na seção Dados e Estatísticas, Mercado do Transporte Aéreo, do portal da ANAC na internet e também podem ser acessadas pelo link: https://www.gov.br/anac/pt-br/assuntos/dados-e-estatisticas/demonstracoes-contabeis/demonstracoes-contabeis-de-empresas-aereas-2020

Informações da ANAC

Carlos Ferreira
Managing Director - MBA em Finanças pela FGV-SP, estudioso de temas relacionados com a aviação e marketing aeronáutico há duas décadas. Grande vivência internacional e larga experiência em Data Analytics.

Veja outras histórias