Concessão do Aeroporto de Parnaíba (PI) avança com aprovação do MInfra

Imagem: Alexandro Dias / CC BY-SA 4.0, via Wikimedia Commons

O Ministério da Infraestrutura (MInfra), por meio da Secretaria Nacional de Aviação Civil (SAC), aprovou a concessão do Aeroporto de Parnaíba, por meio da portaria Nº1.127 assinada no dia 24 de setembro. O texto autoriza a anuência do projeto da Superintendência de Parcerias e Concessões do Piauí (Suparc-PI) para a gestão do equipamento público.

“A Portaria assinada pela Secretaria Nacional de Aviação Civil é um passo importante para o projeto da Suparc”, afirma a superintendente de Parcerias e Concessões do Piauí, Viviane Moura. Localizada a 330 km de Teresina, Parnaíba é a porta de chegada de turistas que pretendem conhecer praias piauienses e cearenses, além do Delta, único das Américas em mar aberto.

O Aeroporto Internacional vai fortalecer o turismo na região da Rota das Emoções que inclui, além do Piauí e Ceará, o estado do Maranhão. A infraestrutura prevista no projeto de Parceria Público-Privada (PPP) deve ampliar a capacidade de transporte de cargas com um novo terminal e possibilitará a criação de rotas internacionais, além de potencializar a geração de emprego e renda da região, que é conhecida pela exuberância natural que atrai visitantes de todo o mundo.

De acordo com Viviane, a PPP é importante para alavancar o desenvolvimento do litoral piauiense. “Este é o aeroporto brasileiro mais próximo da Europa. Isso amplia o potencial turístico da cidade, que é a porta de entrada para a região. O aeroporto aparece como uma solução para a viabilidade de grandes eventos e investimentos em hotelaria. Cresce o turismo e com ele mais oportunidades para as pessoas”, afirma.

A PPP do Aeroporto de Parnaíba segue para procedimento licitatório, por meio de concorrência pública, para prestar serviços públicos de administração, conservação, recuperação, manutenção, implantação de melhorias e operação aeroportuária do espaço, que deve receber voos nacionais e internacionais.

A parceria consiste na contratação de uma concessão patrocinada, por um período de 32 anos, com projeção total de investimento de R$106.562.767,09. O modelo de parceria escolhido pelo Governo do Estado do Piauí é estratégico e reflete em benefícios para o usuário, facilitando que turistas de outros Estados venham direto à praia, sem precisar pegar a estrada. Além disso, a estrutura em funcionamento permite que produtores do litoral piauiense possam escoar a produção para todo o mundo, reduzindo fretes em razão da localização geográfica estratégica do aeroporto.

Informações do Governo do Piauí

Leia mais:

Juliano Gianotto
Ativo no Plane Spotting e aficionado pelo mundo aeronáutico, com ênfase em aviação militar, atualmente trabalha no ramo de fotografia profissional.

Veja outras histórias

Está entregue o último avião 747-8F da maior operadora do modelo...

0
A contagem para o fim da produção de um dos mais longevos e bem sucedidos projetos da história da aviação, a família Boeing 747, avançou.