Confirmada morte de funcionário da Boeing por COVID-19

Um trabalhador da Boeing que sofria da doença respiratória COVID-19 causada pelo coronavírus teve sua morte confirmada, registrando-se assim a primeira entre os funcionários infectados na fabricante norte-americana de aviões.

Avião Boeing 787 Jetstar Linha Produção
Boeing 787 na Linha de Montagem – Imagem: Jetstar Airways [CC]

Colegas de trabalho e um funcionário do sindicato confirmaram sua morte e disseram que ele era um inspetor que trabalhava no 787 Dreamliner.

A Boeing afirmou em comunicado que está “tomando as medidas certas para confirmar as informações, respeitando a privacidade do indivíduo e da família”.

O trabalho do inspetor era supervisionar serviços entre a saída da aeronave da fábrica e o início dos trabalhos na linha de voo.

No sábado, enquanto ele ainda estava em terapia intensiva, seu irmão postou um pedido à Boeing no Facebook. “Fábrica da Boeing Everett, feche as portas e pare”, acrescentando que o homem trabalhava na Boeing há 27 anos.

“Meu irmão está à beira da morte. Por favor, ore por ele e por todos os afetados pelo vírus”, concluiu. Em um post subsequente, ele confirmou que seu irmão havia falecido.

No final do dia de sábado, havia mais de 20 casos confirmados entre os funcionários da Boeing em toda a empresa. A contagem local era de 17 casos de COVID-19 em Everett, 5 em Renton, 1 em Auburn e 1 em Longacres.

Muitos trabalhadores da fábrica de Everett têm criticado a gerência por manterem a fábrica aberta enquanto as infecções por coronavírus aumentam.

Alguns trabalhadores que temem por si ou por seus entes queridos optaram por ficar em casa sem remuneração. Outros permaneceram no emprego porque dependem do salário e, por esse motivo, o sindicato se absteve de pedir a paralisação.

Murilo Basseto

Formado em Engenharia, foi um dos líderes do Urubus Aerodesign da Unicamp e um dos responsáveis por alçar o grupo à elite mundial da engenharia aeronáutica universitária. Atualmente é Editor-Chefe do AEROIN.

Comentários estão fechados.