Confirmado: era do avião MD-11 no Brasil chega ao final daqui a um mês

Avião McDonnell Douglas MD-11F Lufthansa Cargo

Poucos dias atrás, comentávamos sobre o possível fim dos voos regulares ao Brasil de aeronaves do modelo McDonnell Douglas MD-11. Os clássicos trijatos, que já foram presença constante nos aeroportos internacionais do país, hoje estão ultrapassados e veem sua quantidade diminuir dia após dia na medida em que as empresas os trocam por jatos mais modernos.

Se, no passado, esses aviões levavam centenas de passageiros por voo, nos dias atuais, seu emprego pode ser visto exclusivamente na carga aérea, compondo frotas de companhias como FedEx, UPS e Lufthansa Cargo. A última era a única que ainda mantinha o MD-11 voando ao Brasil, com voos regulares para Recife, Curitiba, Campinas e Guarulhos. Mas isso está próximo de mudar.

Mudança próxima

Segundo a atualização desse sábado, 28 de novembro de 2020, do registro de voos da Agência Nacional de Aviação Civil do Brasil (ANAC), a empresa alemã confirma a mudança do equipamento para o Boeing 777F nos voos de e para Recife e Guarulhos, os últimos que ainda restavam pendentes de confirmação.

A troca acontece na virada do ano e 2021 já não deverá ver os tri-jatos voando ao país. Os voos para Curitiba e Campinas já tinham previsão para a troca do equipamento no mesmo período. O prazo está em consonância com os planos da companhia alemã de remover o modelo de sua frota.

Contando com a sorte

Depois que os voos regulares do MD-11 forem encerrados, os amantes da aviação contarão com a sorte de que alguma de suas operadoras realize algum voo ao Brasil ou, mesmo que de chances remotas, retomem os voos com esses jatos.

Carlos Ferreira
Managing Director - MBA em Finanças pela FGV-SP, estudioso de temas relacionados com a aviação e marketing aeronáutico há duas décadas. Grande vivência internacional e larga experiência em Data Analytics.

Veja outras histórias