Início Empresas Aéreas Conheça, por dentro e por fora, o primeiro Boeing 787 da LATAM...

Conheça, por dentro e por fora, o primeiro Boeing 787 da LATAM Brasil

Boeing 787-9 da LATAM Brasil

Nesta última sexta-feira, dia 15 de outubro, estivemos presentes no Centro de Manutenção de Linha (CML) da LATAM, localizado no Aeroporto Internacional de São Paulo, em Guarulhos, para conhecer o mais novo modelo de aeronave da frota da divisão brasileira da companhia aérea.

A seguir, trazemos a você leitor do AEROIN, em vídeos, fotos e informações, a experiência de conhecer esta bonita e moderna aeronave.

A LATAM Brasil será a primeira companhia a operar um Boeing 787 Dreamliner registrado no país, reforçando sua estratégia de eficiência operacional, assim como já vínhamos acompanhando ao longo dos últimos meses.

A primeira aeronave chegou ao país no dia 24 de agosto deste ano, e após pouco mais de um mês, fez o primeiro voo de certificação junto à ANAC. O voo não comercial partiu em rota doméstica de São Paulo/Guarulhos para Manaus, realizou um desvio para aeroporto alternado, em Belém, a pedido do órgão regulador, e depois decolou para seu destino final original.

Com a saída dos aviões Airbus A350 e a chegada do Dreamliner, a companhia concentrou a família Boeing para voos de longa distância; otimizou tripulação e equipe de manutenção do 777 para operarem o 787 com cursos complementares autorizados pela ANAC; e, por fim, traz um modelo mais sustentável, com 25% a menos de emissão de CO2 e 50% a menos de ruídos sonoros do que a geração anterior de aviões semelhantes.

Boeing 787-9 da LATAM Brasil

Ao todo, são quatro unidades do modelo 787-9, todas provenientes da frota do próprio Grupo LATAM no Chile, que vão integrar a operação brasileira. A chegada dos novos aviões também reforça a forte aposta na recuperação do setor aéreo. O primeiro voo comercial internacional da aeronave está programado para ocorrer na segunda quinzena de dezembro na rota entre São Paulo/Guarulhos e Madri, na Espanha.

“A ampliação da nossa frota permite aumentar ainda mais a competitividade da companhia no setor de forma sustentável e eficiente. Reassumimos recentemente a liderança do mercado doméstico brasileiro e estamos cada vez mais confiantes na retomada das viagens internacionais. Nossa missão é sempre oferecer a melhor experiência ao passageiro”, destaca Alexandre Peronti, diretor de Manutenção da LATAM Brasil.

“A LATAM tem a maior frota de aviões de fuselagem larga em toda América Latina, composta exclusivamente de aeronaves Boeing e por isso é um de nossos parceiros mais estratégicos na região e na indústria. Com a chegada do eficiente 787 às rotas internacionais, temos a oportunidade de apoiar sua jornada de estar posicionada para um futuro ainda mais sustentável e operacionalmente eficaz”, afirma Landon Loomis, diretor-geral da Boeing Brasil e vice-presidente para América Latina e Caribe e de Política Global.

Detalhes sobre a nova aeronave de fuselagem larga

Nossa visita guiada ao Dreamliner foi conduzida por Alexandre Peronti, que comentou um pouco sobre a estrutura do hangar de manutenção de linha da companhia e de todo suporte prestado às aeronaves da frota.

Entrada para conhecer a aeronave

A aeronave em questão, registrada sob a matrícula PS-LAA, e também as outras três que chegarão à frota da LATAM Brasil são compostas por três classes de passageiros, sendo a Business com capacidade para 30 passageiros; a classe Premium Economy com 57 viajantes e a classe econômica com 213 assentos disponíveis, totalizando 300 passageiros. As classes são dividas em 1-2-1 assentos para a Business e 3-3-3 para as últimas duas classes.

Os assentos da Business Class, assim como você pode observar abaixo, são totalmente reclináveis para se tornar uma cama e possuem algumas funcionalidades para interação, além de uma mesa de apoio. Pode-se observar também que as telas dos monitores desta classe são maiores.

Poltrona da Business Class
Business Class
Premium Economy
Classe Econômica

Outro ponto interessante na aeronave, e disponível para todos os passageiros, são as janelas, 40% maior que a de modelos anteriores da Boeing e sem persianas, uma vez que os vidros possuem tecnologia de escurecimento através de regulagem com botões. Veja os detalhes na imagem abaixo:

Diferença entre uma janela parcialmente escurecida e uma clara
Espaço generoso para as pernas na Premium Economy
Galley dianteira da aeronave

Após a visita pelas classes da aeronave, seguimos para o cockpit, onde foram mostradas todas as tecnologias disponíveis para os pilotos e também a simplificação na transição dos tripulantes que operavam modelos como 777 e 767.

Nesta etapa da visitação, um dos comandantes do primeiro 787-9 da LATAM Brasil, Alexandre Giannini, comentou sobre o trabalho da fabricante Boeing em simplificar as atividades realizadas entre seus distintos modelos de aviões de corpo largo, permitindo rápida migração de pilotos entre eles.

Você pode conferir a fala do comandante aos leitores do AEROIN, e também mais fotos do cockpit do Boeing 787-9 Dreamliner, em outra matéria que publicamos especificamente para apresentar a explicação sobre estes interessantes detalhes. Ela está disponível ao final deste texto.

O Boeing 787-9 que será operado pela brasileira tem 60 metros de envergadura, 5,49 metros de largura e 17 metros de altura. É equipado com motores turbofans Rolls-Royce Trent 1000, tendo uma autonomia de 7,530 milhas náuticas (14.000 km).

Para ouvir o que o Comandante Giannini disse sobre este novo modelo de aeronave da frota da LATAM Brasil, clique aqui ou no título a seguir:

Leia também:

Sair da versão mobile