Connect Cargo pode ser a próxima aérea brasileira a falir?

Companhia Connect Cargo está com aviões parados e que podem ter ação de reintegração de posse a qualquer momento, levando a sua paralisação completa.

737 Connect Cargo

Ambas as aeronaves da empresa estão paradas: o Boeing 737-400F matriculado PR-CNC está em Manaus e o PR-CND em Confins.

Há dias não existe movimento próximo das aeronaves, e Confins nunca fez parte da malha da empresa, as aeronaves eram deslocadas para lá apenas para alguma manutenção no hangar da GOL Linhas Aéreas.

Ao consultar os dados das aeronaves na ANAC, consta que ambas estão como Reintegração de Posse. Apesar de constar no Registro Aéreo Brasileiro o mesmo dono e operador, as aeronaves seriam de leasing de uma empresa americana, que reclamou a posse das aeronaves devido a suposta falta de pagamento.

Histórico

A Connect Cargo surgiu na virada de 2018 para 2019. A pretensão da companhia era fechar o ano passado com três aviões 737F e um 747F subarrendado, para ligar seu hub de Recife com Miami.

As rotas operadas eram conectando Guarulhos, Recife e Manaus, além de fretamentos cargueiros.

Mas pouco se falava da empresa, que nunca fez propaganda e meio que surgiu “do nada”. Ninguém sabe quem são os donos de fato e os investidores.

Carlos Martins

Despertou a paixão pela aviação em 1999 em um show da Esquadrilha da Fumaça. Atualmente é Piloto Comercial, Despachante, Bacharel em Ciências Aeronáuticas, membro da AOPA e veterano da Western Michigan University #GoBroncos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.