Alegado constrangimento em coleta de urina faz sindicato pedir explicações à Latam

O Sindicato Nacional dos Aeronautas (SNA) diz que está notificando a Latam, e aguardará resposta, a respeito de denúncias de tripulantes de que estariam sofrendo constrangimentos indevidos durante a realização de exames toxicológicos.

De acordo com os relatos recebidos pelo Sindicato, os aeronautas teriam sido obrigados a realizar coleta de urina na presença de um funcionário de clínica médica indicada pela empresa, o que configura violação da intimidade dos trabalhadores examinados.

Tal prática, se confirmada, estaria em desacordo ao direito previsto no artigo 5º, inciso X da Constituição Federal, que afirma que “são invioláveis a intimidade, a vida privada, a honra e a imagem das pessoas, assegurado o direito a indenização pelo dano material ou moral decorrente de sua violação”.

Os tripulantes também relataram o não cumprimento de normas de higiene e biossegurança por parte de alguns funcionários da clínica, como não utilização de luvas e máscaras.

Informações do SNA

Receba as notícias em seu celular, clique para acessar o canal AEROIN no Telegram e nosso perfil no Instagram.

Carlos Ferreira
Managing Director - MBA em Finanças pela FGV-SP, estudioso de temas relacionados com a aviação e marketing aeronáutico há duas décadas. Grande vivência internacional e larga experiência em Data Analytics.

Veja outras histórias

Azul pode se tornar acionista da empresa de eVTOL alemã Lilium

0
Por meio de uma nota registrada na Comissão de Valores Mobiliários dos EUA, a SEC, a Azul Linhas Aéreas anunciou que poderá tornar-se