Contribuintes podem ter que pagar multa da LATAM por formação de cartel na Europa

Avião Boeing 767-300 LATAM Cargo

Em novembro de 2010, quando as empresas LAN e TAM ainda eram separadas, mas já tinham anunciado a fusão, a LAN Cargo acabou sendo alvo de uma denúncia de formação de cartel, juntamente com outras 11 empresas aéreas cargueiras.

Como resultado, as empresas Air Canada, Air France-KLM, British Airways, Cargolux, Japan Airlines, Martinair, SAS, Singapore Airlines e Qantas foram penalizadas com uma multa total no valor de quase €800 milhões de euros por combinarem preços e divisão de mercados europeus.

A parte da multa reservada à então LAN Cargo ficou no patamar de €8,2 milhões de euros (R$50 milhões na cotação atual). Hoje, este passivo milionário faz parte do processo de Recuperação Judicial da empresa em Nova Iorque e sua quitação pode estar prestes a acontecer.

Segundo critica o jornal chileno El Mostrador, caso o governo chileno forneça ajuda à LATAM, parte deste dinheiro teria que ser destinada obrigatoriamente ao pagamento desta multa, que está já atrasada. Obviamente que o jornal aproveita para dar uma exagerada, uma vez que o grupo Latam espera receber aportes de outros sócios, que seriam suficientes para quitar essa dívida com certa folga.

Veja a matéria completa no El Mostrador.

Multa da Comissão Europeia consta no Processo de Recuperação Judicial da LATAM em NY

Carlos Martins
Fascinado por aviões desde 1999, se formou em Aeronáutica estudando na Cal State Long Beach e Western Michigan University. Atualmente é Editor-Chefe no AEROIN, Piloto de Avião, membro da AOPA, com passagens pela Avianca Brasil e Azul Linhas Aéreas. #GoBroncos #GoBeach #2A

Veja outras histórias

Passageira é contida com arma de choque em voo após falta...

0
Um voo da Spirit Airlines teve momentos de tensão e eletrizantes quando uma passageira precisou ser contida após não usar máscara.