Copa tira seus Boeings do deserto e traz para a GOL fazer manutenção no Brasil

EXCLUSIVO
A Copa Airlines é a mais nova cliente da GOL Aerotech, divisão de serviços de manutenção da GOL Linhas Aéreas, que agora fará manutenção nos aviões da empresa panamenha.

Avião Boeing 737-800 Copa Airlines
Boeing 737-800 da Copa Airlines – Imagem: Alan Wilson / CC BY-SA 2.0

A divisão, que foi criada com a intenção de “fazer serviços para fora” utilizando a estrutura e pessoal do Centro de Manutenção da GOL no Aeroporto Internacional de Belo Horizonte em Confins, terá mais um cliente internacional.

Segundo fontes próximas da operação, serão dois jatos Boeing 737-800 da Copa Airlines os primeiros “gringos” a fazerem manutenção no hangar da companhia brasileira, que é homologado pela FAA, autoridade americana de manutenção.

Os jatos de matrículas HP-1824CMP e HP-1848CMP são os dois primeiros a fazerem manutenção no Brasil. Eles estavam estocados no Aeroporto de Roswell, no Novo México (EUA), uma região desértica em uma área de preservação de aeronaves.

Estes aviões foram colocados em estocagem de longo prazo devido à crise do Coronavírus, mas agora a Copa precisa colocá-los de volta no ar assim que possível, à medida que a demanda se recupera nas Américas com o avanço da vacinação.

A previsão é que as aeronaves saiam de Roswell, sigam para Miami e depois para a Cidade do Panamá, antes de voarem até Belo Horizonte. Os voos deverão ser realizados a partir de hoje (7) e do próximo dia 10, com os números CM1824 e CM1848, respectivamente. O de matrícula HP-1824CMP já iniciou seu deslocamento:

© RadarBox

Os checks de manutenção a serem realizados devem ser do tipo C ou D, que são os mais longos e envolvem uma desmontagem quase completa da aeronave, verificando um alto número de itens.

A GOL acabou se destacando na questão do processo de retirada de estocagem, já que foi a primeira empresa aérea no mundo a colocar de volta em condição de voo os 737 MAX após a recertificação:

Carlos Martins
Fascinado por aviões desde 1999, se formou em Aeronáutica estudando na Cal State Long Beach e Western Michigan University. Atualmente é Editor-Chefe no AEROIN, Piloto de Avião, membro da AOPA, com passagem pela Avianca Brasil. #GoBroncos #GoBeach #2A

Veja outras histórias

Piloto mostra voo em que o motor se partiu pouco depois...

0
No momento em que se nota o motor falhando, com certa vibração na aeronave, o piloto comenta que não deveria ter tentado fazer o que fez.