COVID-19: Argentina suspende todos os voos da Europa, China e EUA por 30 dias

O presidente Alberto Fernandez anunciou que assinou um decreto sob o qual os voos para a Argentina de países propensos a coronavírus, incluindo EUA, Europa, China, Irã, Japão e Coréia do Sul, estão suspensos por 30 dias.

Em uma mensagem para as redes de rádio e televisão, o chefe de Estado especificou que a medida entrará em vigor na próxima terça-feira, 17, e que, até então, as companhias aéreas poderão operar para permitir que os cidadãos retornem aos seus países de residência. 

O decreto também vem com várias medidas para combater a propagação do vírus COVID-19, como a declaração médica de emergência nacional por um ano e a obrigação de quarentena de 14 dias – penalidades criminais graves são previstas para os infratores – para quem retorna à Argentina depois de visitar um dos países em risco.

Carlos Ferreira
Managing Director - MBA em Finanças pela FGV-SP, estudioso de temas relacionados com a aviação e marketing aeronáutico há duas décadas. Grande vivência internacional e larga experiência em Data Analytics.

Veja outras histórias