Credores da LATAM se opõem a empréstimo bilionário da Qatar e dos Cueto

Receba as notícias em seu celular, clique para acessar o canal AEROIN no Telegram e nosso perfil no Instagram.

Airbus A350 LATAM
Airbus A350 da LATAM

Um empréstimo de $2,45 bilhões para a LATAM pode ser bloqueado pelos credores da companhia, que foram à corte americana que trata da reorganização da empresa contra a Qatar e a família Cueto.

Segundo a Reuters, os credores afirmam que o empréstimo, feito pela Oaktree Capital Management LP, Qatar Airways e família Cueto, é “muito grande, muito caro e não é apoiado por um processo justo e adequado de divulgação”. A informação teria sido submetida pelos credores da companhia à Corte de Falências de Nova Iorque, onde a empresa está processando seu Chapter 11 (Lei de Falências dos EUA).

Este investimento bilionário dos Cueto/Qatar está para ser feito através três tranches (A, B e C), uma forma de financiamento para empresas em Recuperação Judicial nos EUA onde as partes que financiam têm prioridade no recebimento do seu dinheiro, passando na frente de outros credores.

Segundo esses outros credores, a empresa precisaria de “apenas” $2,15 bilhões de dólares para o financiamento, seguindo o conselho de analistas contratados. Além disso, os juros do empréstimo estariam muito altos, sendo que a companhia deveria procurar algo com uma taxa reduzida.

Uma acusação de favorecimento também está sendo feita, como relatou o Wall Street Journal dias atrás, já que, além da prioridade no recebimento do dinheiro, a dívida poderia ser convertida em participação na empresa, aumentando o controle dos três financiadores.

Até agora, a Oaktree anunciou que irá financiar $1,3 bilhão, a Qatar e Cueto outros $900 milhões. Mais $245 milhões viriam de outros grandes acionistas da empresa.

A LATAM tem atualmente $18 bilhões de dólares em débitos com diversos vencimentos, sendo a maior empresa do mundo a entrar em Recuperação Judicial devido à pandemia do coronavírus.

Não existe data definida para julgamento de mérito da reclamação feita pelos credores. Tanto a LATAM como os financiadores não quiseram comentar o caso.

Receba as notícias em seu celular, clique para acessar o canal AEROIN no Telegram e nosso perfil no Instagram.

Carlos Martins
Fascinado por aviões desde 1999, se formou em Aeronáutica estudando na Cal State Long Beach e Western Michigan University. Atualmente é Editor-Chefe no AEROIN, Piloto de Avião, membro da AOPA, com passagem pela Avianca Brasil. #GoBroncos #GoBeach #2A

Veja outras histórias

Mostarda vira fonte para fazer combustível de aviação que reduz emissões...

0
A espécie de mostarda se chama Brassica carinata, uma cultura de sementes oleaginosas não comestíveis. Saiba os detalhes.