Crise leva avião a transportar toneladas de grãos de café de Guarulhos a Londres

Boeing 787 partindo do Aeroporto de Guarulhos

Nesta semana, a Labareda Agropecuária, localizada em Franca (SP), está exportando cerca de 9 toneladas de café para Londres. Porém, ao contrário do movimento comum de se transportar grãos através de enormes navios durante semanas, isso está sendo feito no modal aéreo em poucos dias.

Dessa vez, a operação logística realizada exigiu um tempo menor de chegada, e isso só era possível através do modal aéreo. Segundo reportou o Globo Rural, o transporte marítimo sofre com falta de capacidade e altos preços, por conta da crise gerada pela Covid-19, levando toneladas de cargas a ficarem paradas nos portos do Brasil aguardando disponibilidade de navios.

Com isso, clientes de produtos brasileiros mundo afora estão buscando outros fornecedores, ou então aceitando recorrer ao custo mais elevado da aviação para suprir sua demanda diante dos estoques se esgotando, como ocorreu neste caso.

Tal operação foi conduzida pelo grupo Dux Logistics, que atua na logística multimodal internacional e nacional. A empresa possui sua própria frota de aeronaves (Dux Express) e veículos (Dux Trucking), e coordenou o incomum envio da carga até o Aeroporto Internacional de Guarulhos para o embarque no avião comercial que partiu com destino a Londres.

Caminhão da Dux levando a carga – Imagem: Dux Forwarding
A carga pronta para o envio aéreo – Imagem: Dux Forwarding

Segundo a Labareda informou ao Globo Rural, o custo para enviar o produto pela via marítima, no cenário atual, sem urgência, tem sido algo em torno de US$ 2 mil por remessa, e em condições normais antes da Covid, o valor seria menor. Já o embarque por avião custou US$ 11 mil, quase 500% a mais.

Murilo Bassetohttp://www.aeroin.net
Formado em Engenharia Mecânica e Pós-Graduando em Engenharia de Manutenção Aeronáutica, possui mais de 6 anos de experiência na área controle técnico de manutenção aeronáutica.

Veja outras histórias

Pesquisa nos EUA coloca GOL dentre as piores para os passageiros

0
A pesquisa analisou fatores como atendimento dos colaboradores, refeições serviços, conforto a bordo e entretenimento a bordo.