Início Empresas Aéreas Dados da ANAC indicam 51% menos passageiros nos voos da Itapemirim do...

Dados da ANAC indicam 51% menos passageiros nos voos da Itapemirim do que ela anunciou

Airbus A320 da Itapemirim

Temos acompanhado as movimentações da Itapemirim Transportes Aéreos desde que a mais nova empresa aérea a decolar no Brasil estreou seus voos comerciais de transporte de passageiros.

Tendo julho de 2021 como seu primeiro mês completo de operações, a companhia divulgou bons números para seu começo em meio à crise da Covid-19, totalizando 38.841 clientes em 423 voos domésticos efetuados, com uma ocupação média (load fator) de 62%.

(Obs.: considerando 423 voos com 162 assentos, são 68.526 lugares ofertados, de maneira que os 38.841 passageiros resultam em 56,7% de ocupação. Não entendemos o valor de 62% apresentado pela empresa.)

Depois, ainda antes do final de seu segundo mês operacional, agosto, com a ampliação da frota de aviões Airbus A320, a ITA anunciou que ultrapassou as marcas de 1.000 voos e 100.000 passageiros transportados.

Por fim, na última sexta-feira, 17 de setembro, a companhia publicou seus resultados de tráfego de agosto: 79.529 clientes transportados em 721 voos realizados no mês, e ocupação média de 70%.

(Novamente, considerando 721 voos com 162 assentos, são 116.802 lugares ofertados, de maneira que os 79.529 passageiros resultam em 68,1%. Dessa vez, mais próximo do valor divulgado, mas, ainda não condizente.)

Com isso, a empresa totaliza 118.370 passageiros anunciados em 1.144 decolagens no consolidado dos dois meses. Com seus aviões tendo os 162 assentos acima citados, foram 185.328 lugares oferecidos em julho e agosto, ou cerca de 64% de ocupação.

Airbus A320 da Itapemirim

Entretanto, apesar das inconsistências nas taxas de ocupação, o que mais chama a atenção é uma enorme diferença presente entre o total de passageiros anunciado pela Itapemirim e o valor apresentado pelo sistema da Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC).

Para o mês de julho, enquanto a ITA apresentou o total de 38.841 clientes citado acima, os dados da ANAC apontam para 19.044 passageiros pagantes, ou seja, menos da metade (51% a menos) do que o número da companhia.

Fonte: ANAC – Consulta em 17 de setembro de 2021

Enquanto nas demais empresas brasileiras os valores costumam ser bastante alinhados entre a companhia e a ANAC, a discrepância da Itapemirim levanta questionamentos sobre o que poderia ter acontecido para uma diferença tão grande. Mais da metade dos clientes não foi de passageiros pagantes? Dados errados foram passados à ANAC? A ANAC publicou números incorretos?

Para entendermos melhor a situação, solicitamos um esclarecimento da Itapemirim Transportes Aéreos na manhã da sexta-feira, 17 de setembro. Até o momento, no entanto, não recebemos resposta. Traremos atualizações quando a companhia fornecer seu posicionamento.

Atualização – em nota, a companhia aérea declara: “A Itapemirim Transportes Aéreos informa que ocorreu uma falha em seu sistema, ocasionando a divergência. A inconsistência já foi corrigida e os dados serão atualizados em breve pela ANAC.”

Também aguardaremos pela atualização do sistema da ANAC com os dados de agosto, que deve ocorrer nos próximos dias, para uma análise comparativa dos números de passageiros do segundo mês.

Atualização – dez/2021: os dados mais recentes da ANAC indicam 19.044 pessoas em julho, 46.526 em agosto e 91.492 em setembro.