Veja os dados operacionais e financeiros da GOL no 3º trimestre de 2020

Receba as notícias em seu celular, clique para acessar o canal AEROIN no Telegram e nosso perfil no Instagram.

A companhia aérea GOL anunciou hoje (04) o resultado consolidado do terceiro trimestre de 2020 (3T20) e detalhou suas iniciativas contínuas em resposta à pandemia de COVID-19.

Gol Boeing 737

“Os resultados promissores do terceiro trimestre refletem o retorno dos passageiros aos céus no Brasil e a nossa confiança nos diferenciais competitivos da GOL”, disse Paulo Kakinoff, Diretor-Presidente.

O número de passageiros voando com a GOL no terceiro trimestre triplicou em comparação ao 2T20, o que é uma recuperação notável considerando o ambiente desafiador de mercado.

“A GOL prontamente atendeu essa demanda por meio de seu modelo de gestão de frota altamente flexível, ao mesmo tempo em que manteve taxas de ocupação de aproximadamente 80%. Isso comprova a sustentabilidade do modelo GOL de baixo custo com frota de um único tipo de aeronave, aliado aos esforços de nossa equipe de Gestão, desde o início da crise, em preservar o caixa e proteger nosso balanço patrimonial”, completou Kakinoff.

O CEO diz creditar que a companhia está agora em uma posição de mercado vantajosa, à medida em que a demanda por viagens deve se acelerar continuamente em 2020 e 2021.

A GOL encerrou o trimestre com R$ 2,2 bilhões em liquidez. De março a setembro, a companhia realizou os ajustes necessários para atravessar este período de redução de demanda, priorizando o equilíbrio entre as entradas e saídas de seu fluxo de caixa operacional.

A companhia reequilibrou seu cronograma de amortização de dívidas, focou na manutenção dos empregos e fortaleceu a relação comercial com seus principais parceiros de negócios. Os mercados de crédito reconheceram a força e a qualidade dessa execução, aumentando os preços da dívida não garantida de longo prazo da GOL no mercado secundário em mais de 35% desde o início do 3T20.

Kakinoff acrescentou: “Temos sido diligentes com a gestão das operações e da saúde financeira da GOL durante esta crise, e agradecemos aos nossos stakeholders pelo comprometimento e pelo apoio contínuo.”

Sumário dos Resultados do 3T20

• O número de Passageiro-Quilômetro Transportado Pago (RPK) ainda é 72% menor comparativamente ao 3T19, totalizando 3,2 bilhões de RPKs. Entretanto, houve um aumento de 63% em RPK de julho a setembro;

• O Assento Quilômetro Ofertado (ASK) é 70% menor em relação ao 3T19, entretanto cresceu 59% dentro do trimestre;

 A GOL transportou 2,6 milhões de passageiros no trimestre, uma diminuição de 73% versus o 3T19, contudo, uma evolução de mais de 300% na comparação com o 2T20. Durante o feriado de Independência, a GOL registrou 55 mil Clientes transportados em um único dia, o que representa 55% do registrado no mesmo período de 2019;

• A receita líquida foi de R$ 975 milhões, uma queda de 74% em relação ao 3T19, porém, uma expansão de 172% versus o 2T20. A receita mensal iniciou o trimestre com R$ 240 milhões em julho e terminou com R$ 465 milhões em setembro, representando um crescimento de 94% dentro do 3T20. As outras receitas (principalmente cargas e fidelidade) totalizaram R$ 95,9 milhões, equivalente a 9,8% do total de receitas;

• O prejuízo líquido após participação de minoritários foi de R$ 872 milhões (excluindo variações cambiais e monetárias, perdas líquidas não recorrentes, perdas relacionadas aos Exchangeable Notes e resultados não realizados de capped calls).

Gol Linhas Aéreas Dados Operacionais Financeiros 3º Trimestre 2020

Ajustes à Malha e Frota

Os voos diários triplicaram para 360 no 3T20 para servir 134 mercados, representando 39% da frequência diária do 3T19, sendo que 118 desses mercados são operados pela GOL e 16 via parceiros estratégicos.

A companhia reabriu 15 bases no Brasil: Viracopos e Presidente Prudente (São Paulo), Uberlândia, Montes Claros e Juiz de Fora (Minas Gerais), Santarém e Marabá (Pará), Vitória da Conquista (Bahia), Campina Grande (Paraíba), Caxias do Sul e Passo Fundo (Rio Grande do Sul), Londrina e Cascavel (Paraná), Joinville (Santa Catarina) e Sinop (Mato Grosso).

Durante o mês de setembro, a Companhia adicionou 1.383 voos nos principais hubs brasileiros: aeroportos de Guarulhos e Congonhas (São Paulo), Santos Dumont e Galeão (Rio de Janeiro), Brasília (Distrito Federal), Fortaleza (Ceará) e Salvador (Bahia).

Comparado à sua malha reduzida em abril/20, a GOL reabriu 36 bases no Brasil para servir 60 bases, representando 95% de suas bases domésticas operadas no início de 2020. A companhia planeja a reabertura de outras seis no 4T20, encerrando o ano com 66 em operação. Ao final do 1T21, a GOL espera servir 95% dos destinos pré-pandemia.

Inovação e Tecnologia

Durante os primeiros dias de outubro, a GOL realizou testes bem-sucedidos com o novo robô de telepresença, fabricado pela Pluginbot, no aeroporto de Guarulhos, que permitirá um atendimento humanizado, sem qualquer contato físico. Além disso, o novo robô disponibiliza compartilhamento de tela para leitura de QR codes.

Além disso, a GOL informa que está lançando de forma pioneira no Brasil o uso de uma plataforma de e-commerce com a opção de pagamento instantâneo por meio do PIX e de outras carteiras digitais (e-wallets) já disponíveis no mercado. Esse novo meio de pagamento está alinhado com a estratégia da GOL de participar no open banking, tornando o transporte aéreo mais acessível a todos.

Taxa de Ocupação

A taxa de ocupação média foi de 79,3%, uma redução de 3,6% em comparação com o 3T19, porém consistente desde o início da pandemia. A GOL declara que foi a única aérea a manter esse patamar de ocupação, e que essa disciplina na gestão da capacidade é um grande diferencial para a companhia.

Pontualidade

A pontualidade foi de 96,7%, um aumento de 5,5%, de acordo com a Infraero e dados fornecidos pelos principais aeroportos.

Operações com o 737 MAX

Avião Boeing 737 MAX 8 Gol Linhas Aéreas
Boeing 737 MAX-8

Em 6 de outubro, a Federal Aviation Administration (FAA) publicou um relatório preliminar do Flight Standardization Board (FSB) sobre o treinamento proposto para pilotos do Boeing 737 MAX, no qual a agência estabeleceu meia dúzia de etapas processuais que precisarão ser preenchidas antes da FAA conceder a aprovação final para as empresas aéreas novamente voarem nessa aeronave.

O relatório incorpora as recomendações do Joint Operations Evaluation Board (JOEB), que recentemente se reuniu. O JOEB é composto por autoridades da aviação civil dos Estados Unidos, Canadá, Brasil e União Europeia.

Em 26 de outubro, a Agência Europeia para a Segurança da Aviação (EASA) confirmou que também está próxima de conceder sua liberação integral. A GOL espera retomar as operações com o MAX até o final de dezembro de 2020.

O Boeing 737 MAX se aproxima da aprovação para iniciar operações, e o seu retorno ao serviço aumentará as economias de custo, uma vez que os MAX-8 consomem 15% menos combustível comparativamente às aeronaves 737-800 NG:

Comentários da Administração

O terceiro trimestre de 2020 reflete um período de forte recuperação no volume de operações, com recorde de passageiros desde o início da malha essencial em abril. A GOL foi a única empresa aérea no Brasil que conseguiu consistentemente manter suas taxas de ocupação no patamar próximo a 80% na sua malha aérea durante a pandemia.

Somada às medidas de contenção de custos e de preservação de caixa implementadas pela companhia, a GOL está agora em uma posição vantajosa para capturar a retomada da demanda por viagens.

O ambiente operacional permanece desafiador, mas a Companhia está otimista de que as condições continuarão a melhorar no quarto trimestre devido ao crescimento consistente na busca por passagens aéreas da GOL para lazer e ao planejamento de férias de final de ano.

Esse crescimento de demanda está especificamente concentrado no mercado doméstico, que hoje é responsável por 100% das operações da companhia.

O mês de setembro foi marcado pelo crescimento de 43% nos indicadores de busca por passagens aéreas. Como reflexo desse maior interesse, a companhia registrou um aumento nas vendas de bilhetes de 60%, em todos os seus canais, comparativamente a agosto.

A companhia mantém forte posição nos principais aeroportos comerciais brasileiros devido à sua malha irreplicável, com principais hubs em GRU, GIG, BSB e FOR. Além disso, estabelece um novo hub em Salvador, por meio do qual a GOL poderá explorar novos mercados regionais em conjunto com seus parceiros estratégicos.

A adição de capacidade tem critérios claros de rentabilidade para garantir a retomada sustentável das operações. Durante o trimestre, a companhia não operou voos regulares no mercado internacional, mas já se planeja para a reabertura das bases de forma faseada, de acordo com o posicionamento dos governos em relação à reabertura das fronteiras para o turismo e comportamento da demanda.

Informações da GOL Linhas Aéreas

Receba as notícias em seu celular, clique para acessar o canal AEROIN no Telegram e nosso perfil no Instagram.

Murilo Bassetohttp://www.aeroin.net
Formado em Engenharia Mecânica e Pós-Graduando em Engenharia de Manutenção Aeronáutica, possui mais de 6 anos de experiência na área controle técnico de manutenção aeronáutica.

Veja outras histórias