Foi flagrado em voo o primeiro Embraer E195-E2 da Azul com pintura regular

Foi flagrado em São José dos Campos o primeiro Embraer E195-E2 da Azul a ser pintado com a livery tradicional da empresa aérea.

Embraer E195-E2 Azul

A aeronave, que está matriculada PS-AEB, foi flagrada em seu primeiro voo ontem, 2 de novembro, pelo spotter Wellington Noronha. A expectativa é que a Azul receba o jato ainda este mês, o qual ainda não tem nome de batismo definido.

Esse é o terceiro Embraer E195-E2 da Azul, sendo que o primeiro é o PR-PJN que recebeu uma pintura alusiva aos valores da companhia e o prefixo remete a Pedro Janot, um dos principais executivos nos primórdios da empresa, e o segundo, de prefixo PS-AEA, é o que está pintado de cor-de-rosa como parte da campanha Outubro Rosa, de prevenção e combate ao câncer de mama.

Agora com a pintura regular, dá para ter uma noção de como a nova geração de jatos Embraer cresceu em tamanho. Os brasileiros, que já estavam habituados a ver os E195-E1 da Azul por todo o país, poderão notar essa diferença. As maiores mudanças ficaram por conta do robusto motor PW1900G, que tem 2 metros de diâmetro, contra 1,4 metro do CF-34, que equipa os aviões da série E1. É uma diferença bastante significativa.

O comprimento da aeronave é 2,85 m maior do que a geração anterior, que juntamente com a nova asa e uma envergadura 6 m maior, dá um porte mais próximo de um Boeing 737-700 ou Airbus A319 para o jato brasileiro.

Apesar desse vir com a pintura tradicional da empresa, vale lembrar que a “festa” das pinturas especiais no E2 ainda não acabou – para nossa alegria. Pelo contrário, o quarto (ou talvez quinto) avião será o “Bandeira E2”, envolvido pela bandeira do Brasil, para substituir o atual PR-AYV, apelidado carinhosamente de Bandeirinha.

Carlos Martins

Despertou a paixão pela aviação em 1999 em um show da Esquadrilha da Fumaça. Atualmente é Piloto Comercial, Despachante, Bacharel em Ciências Aeronáuticas, membro da AOPA e veterano da Western Michigan University #GoBroncos